Cartaz do Círio 2022 é apresentado pela Diretoria da Festa

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Diretoria da Festa de Nazaré apresentou na noite deste domingo, 29, o cartaz oficial do Círio 2022.

A apresentação do item que é um dos símbolos da festa religiosa que ocorre no mes de outubro foi feita após a missa de coroação e retorno da imagem original de Nossa Senhora ao Glória.

CONTINUE LENDO...

Na ocasião, fies receberam o cartaz oficial da festa que foi distribuído na praça santuário. O cartaz também pode ser adquirido pelo valor de R$ 3.

Descritivo

Sob a responsabilidade da Diretoria de Marketing da Festa de Nazaré, o cartaz do Círio 2022 foi criado pela Mendes Comunicação, agência voluntária do Círio, com foto de Salim Wariss Guarda de Nazaré, e pelo artista plástico paraense José Fernandes Fonseca Neto, o Zocca, autor da belíssima ilustração que compõem o cartaz.

Na primeira tiragem serão impressos aproximadamente 900 mil exemplares que serão distribuídos às comunidades católicas e disponibilizados para venda.

O Cartaz do Círio 2022 nos transmite a mensagem que Maria é Mãe e Mestra em todas as circunstâncias de nossas vidas. Ela não está presente somente nos festejos do Círio de Nazaré, mas, é presença marcante em nosso dia a dia. A Ela nos dirigimos com nossas preces, recorremos
em nossas necessidades e testemunhamos a quantos estão desanimados e sem rumo, que não estamos sozinhos. Ela nos aponta o seu filho Jesus Cristo e ensina-nos a amá-lo e segui-lo. Uma sensação de felicidade enche nossos olhos e toca o mais profundo de nossas almas ao contemplarmos a arte do cartaz. É perceptível o amor com que o artista plástico ilustrou o trajeto de nossa maior procissão, que sai da Catedral Metropolitana, passa pela Praça do
Relógio, Ver o Peso, Estação das Docas, Praça da República, Teatro da Paz e finalmente alcança sua meta que é a Basílica Santuário de Nazaré. Assim como na fotografia da Imagem Peregrina também percebemos o amor filial do profissional que se deixou conduzir por sua profunda
devoção à Virgem.

Contemplando o trajeto da procissão, conseguimos traçar uma analogia entre ele e a vida de cada um de nós. A Catedral representa o início de nossa caminhada cristã, o nosso batismo, a Praça do Relógio lembra-nos que o tempo não para e nele caminhamos em busca de nossas realizações. O Ver o Peso surge como a lembrança da vida cotidiana, o trabalho, a fadiga, a nossa luta para conquistar, com o suor, o pão de cada dia. A Estação das Docas, a Praça da Republica e o Teatro da Paz lembra-nos nossa vida em sociedade, as expressões da nossa arte e da nossa cultura que precisam ser vividas sem nos esquecermos que somos homens e mulheres de fé, cristãos católicos, e mesmo em nosso lazer e diversões não podemos esquecer que temos uma Mãe e Mestra que nos direciona, a todo momento, às praticas das virtudes e ao desprezo do pecado, e de todas as formas de escravidão moral que pode nos tornar reféns dos vícios, das promiscuidades que levam o ser humano a perder sua dignidade e colocar em risco suas vidas em todos os sentidos.

O percurso nos conduz aos braços de nossa Mãe. A Basílica Santuário de Nazaré, ponto final do trajeto do Círio, é o colo acolher da Mãe, sempre atenta a
acudir-nos nos momentos de dor, sempre pronta a nos ensinar o essencial para viver, nessa vida, com o olhar voltado para Jesus Cristo, o verdadeiro sentido de todas as coisas. E ninguém sai da casa da Mãe de mãos vazias.

VER MAIS

VER MAIS