Reprodução/Em Off
Reprodução/Em Off

Atriz diz que SBT abafou casos de pedofilia em ‘Cúmplices de um resgate’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em entrevista ao podcast “Barbacast”, a atriz Duda Wendling, que interpretava a personagem Dóris, mas que foi demitida do SBT quando estava gravando a novela “Cúmplices de um resgate” em 2015, falou sobre os casos de pedofilia nos bastidores da emissora de Silvio Santos. A informação é da colunista Fábia Oliveira.

Segundo Duda, um preparador de elenco e um produtor que chegaram a ser presos após denúncias das mães dos atores mirins. Um deles, chamado Beto Silveira, morreu há cerca de um mês, em sua casa, onde cumpria prisão domiciliar. Ele sofria com uma doença e não resistiu.

CONTINUE LENDO...

“Dentro do SBT, na época que eu trabalhava lá, tiveram dois pedófilos. Um era o nosso preparador de elenco, pra vocês terem uma ideia de como era o lugar. Ele morreu há um mês, estava passando por uma doença. Não lembro se era câncer, então não tenho 100% de certeza pra falar. Ele já estava na prisão domiciliar e morreu tem um mês”, começou ela.

Duda lembrou ainda que o preparador tinha uma academia de atores, que hoje possui outro nome para que não seja vinculada a ele. “Ele tinha uma academia de atores chamada Beto Silveira, que hoje não tem mais esse nome porque não vai manter um nome de pedófilo. Várias pessoas começaram a denunciar ele e ele foi preso”.

Ainda segundo a atriz, sem saber dos abusos cometidos por Beto, ela o tratava como se fosse um pai, por sempre ter sofrido com a ausência de seu pai biológico. Apesar das recorrentes denúncias, Duda garante que com ela o preparador de elenco nunca tentou nada.

“Assim que começamos a preparação de elenco, antes de começar a gravar, como eu nunca tive um pai muito presente, qualquer parte masculina que me dava um afeto diferente eu já chamava de pai. Isso era em qualquer lugar. Então eu chamava ele de pai, eu aprendi muito com ele em relação a ser atriz, porque ele me ajudou muito. […] De fato, comigo, ele nunca tentou nada, graças a Deus”, diz.

A artista surpreendeu ao revelar como o SBT trabalhou para abafar o caso e evitar que vazasse a informação: “A minha mãe foi até a psicóloga (do SBT) perguntar se era verdade (a pedofilia), e ela disse que não e que se minha mãe ficasse espalhando e apavorando outros pais, eu iria ser mandada embora da novela. Obviamente que calei minha boca. Quando ele morreu, minha mãe fez um desabafo na internet e as outras mães começaram a procurar ela”, conta.

Com informações do Em Off

VER MAIS

VER MAIS