Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Passagens aéreas estão quase 30% mais caras no Brasil

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A retomada do setor da avição no Brasil acontece de forma devagar. Um dos mais afetados com a pandemia, chega com aumento no valor das passagens aéreas.

O aumento no preço das passagens segue em ritmo acelerado no país. Em apenas um mês, os preços aumentaram 29,5%, conforme dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

CONTINUE LENDO...

Se comparado a março do ano passado, o salto nos preços foi ainda maior: 68,6%. Um dos fatores que pode ter influenciado nesta alta, está o aumento do querosene de aviação (QAV) e o conflito que aconntece desde fevereiro deste ano entre Rússia e Ucrânia.

Na última quarya-feira, 1º, a Petrobras anunciou mais um reajuste do QAV nas refinarias. O aumento pode alcançar os 11% em comparação à cotação do mês de maio.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o preço do litro do QAV acumula alta de 64,3% só nos primeiros meses deste ano.

“Esses dados comprovam a pressão diária que as empresas enfrentam com a alta dos custos estruturais, especialmente o preço do QAV, que tem sido impactado pela alta da cotação do barril de petróleo no mercado internacional, por causa da guerra na Ucrânia. A valorização do dólar em relação ao real também é um desafio cotidiano, já que metade dos custos do setor é dolarizada”, destaca o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS