Vídeo: criminosos levam carro com avó e neta de 4 anos durante assalto

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No final da tarde da última segunda-feira, 6, imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que um carro onde estavam avó e neta, de 4 anos, é levado por bandidos. O veículo foi roubado no horário de saída de uma escola municipal em Curitiba, no Paraná. Tanto a mulher de 60 anos quanto a criança foram carregadas juntas na fuga.

O vídeo mostra o momento em que dois homens se aproximam do carro. Eles chegam e abordam a avó. A mulher sai do banco da frente e tenta pegar a criança no de trás. Porém, na sequência, um dos ladrões assume e dirige o mesmo com a porta aberta e com as duas vítimas dentro. O comparsa ficou no local. No momento da fuga, a mãe da criança se aproxima do veículo e tenta fazer com que ele pare, mas não consegue. O assaltante foge.

CONTINUE LENDO...

O ladrão foge, mas uma outra pessoa vê toda a cena e começa a segui-lo, buzinando. O ladrão acaba detido por pessoas que viram a situação ao bater contra outros veículos que estavam na rua.

Testemunhas que socorreram as vítimas e chamaram a polícia, chamaram o fato de “coisa de cinema”. O homem que seguiu o veículo, Pedro Gurek, disse que ouviu o carro arrancando e os gritos da mãe por conta da filha e da avó. Em seguida, ele decidiu seguir o suspeito enquanto gritava “pega ladrão” até ele bater em uma rua próxima: “Nesse caminho ele bateu em dois carros até que não tinha mais como passar por conta do sinal fechado. Então, o suspeito desceu do carro e um policial, que encontrei no meio do caminho, foi atrás dele”, explicou.

O delegado da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) diz que o suspeito já possui passagens por roubos e furtos, e já teria rompido uma tornozeleira eletrônica: “Ele foi preso em flagrante. Segundo a vítima, embora ela não tenha sido formalmente ouvida, haveria uma segunda pessoa envolvida no crime. Nós agora vamos tentar fazer a identificação, caso se confirme a situação. Não encontramos nenhuma arma de fogo”, disse o delegado. O suspeito permanece à disposição da Justiça.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS