Foto: Reprodução/Ver-o-Fato
Foto: Reprodução/Ver-o-Fato

Professor pula portão para tentar furar greve da UFPA; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Na manhã de hoje, 9, uma confusão marcou o ato de sindicatos que representam os professores da Universidade Federal do Pará (UFPA), em greve desde a última segunda-feira, 6. De acordo com informações, os manifestantes impediam a entrada na Escola de Aplicação da UFPA, localizada na Avenida Perimetral, em Belém.

Diante da situação o professor e ex-diretor da instituição, Walter Silva Júnior, teria se revoltado com a situação e com ajuda de um martelo, tentou quebrar o cadeado que foi colocado no portão de entrada da escola. Mas, como não conseguiu, o professor pulou o muro para furar o bloqueio dos grevistas.

CONTINUE LENDO...

Walter é contrário a manifestação e, de acordo com um vídeo gravado no local, no momento do ocorrido, o professor aparece discutindo com os manifestantes. O docente argumenta que os grevistas defendem interesses próprios e não a educação pública. Veja:

Ainda durante a discussão, Walter acusa o sindicato de ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), no ano de 2016.

Em uma outra imagem um homem aparece agredindo um manifestantes em meio a tentativa de entrar no prédio.

A greve

Os professores da UFPA cobram aumento para categoria, fazem críticas ao corte de verbas para a instituição. Mas, a paralisação não tem tido adesão maciça e alguns episódios como o de hoje com professores tem sido registrados desde o início da greve.

Em contrapartida, a Associação dos Docentes da UFPA afirmou que 90% dos professores aderiram ao movimento na capital do estado, Belém e mais cinco cidades do interior do estado.

Ontem, 8, a categoria dos técnicos administrativos da instituição foram favoráveis a uma greve que está marcada para começar a partir da segunda-feira, 13, mas já realizou uma paralisação hoje, 9.

Com informações do Ver-o-Fato

VER MAIS

VER MAIS