The Mirror/TikTok
The Mirror/TikTok

Jovem acorda do coma e descobre que noivo a trocou por outra; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A australiana Brie Duval, de 25 anos, viralizou na rede social ao contar a história de quando descobriu que foi trocada pelo noivo após ficar três meses em coma como consequência de um grave acidente. O fato que ela relata no vídeo ocorreu em 2021 e no Canadá. A publicação tem mais 187 mil visualizações, mais de 7 mil curtidas e muitos compartilhamentos.

A ideia de relatar o que viveu surgiu após saber do filme lançado pela Netflix chamado “De volta ao Baile”, que conta a história de uma moça que sofreu um acidente e acordou apenas 20 anos depois. No caso de Brie não foi tanto tempo assim.

CONTINUE LENDO...

No relato na rede social, a jovem conta que estava sofrendo de amnésia nos primeiros momentos da recuperação pós-coma e decidiu acessar seu aparelho após resgatar um pouco da memória. Para sua surpresa, o rapaz que até então era o seu noivo, não somente a deixou durante o período em que ficou internada, como a trocou por outra mulher, com quem passou a morar desde então.

Na época, segundo a jovem, havia uma mensagem da atual companheira do ex-noivo pedindo que Brie não entrasse mais em contato com ele. Ela também descobriu que o noivo jamais a visitou no hospital e a bloqueou nas redes sociais.

@hotcomagirl1 Real coma experience vs. senior year coma experience! #fyp #coma #braininjuryawareness #braininjurysurvivor ♬ original sound – HotComaGirl113

A decepção foi ainda maior porque a australiana precisou passar pela delicada recuperação sozinha, isso porque seu acidente ocorreu no auge da pandemia de covid-19. Os pais, que estavam na Austrália, não podiam visitá-la no Canadá, mesmo durante o período de coma, nem mesmo para se despedirem.  

“Meus pais foram ao governo pedir uma autorização especial para se despedirem de mim, porque minha situação era muito ruim. Com a recusa do governo australiano, minha mãe ordenou que os médicos canadenses mantivessem meu suporte de vida “, relatou ao jornal inglês The Mirror.

Quase um ano do ocorrido, Brie finalmente conseguiu viajar para a Austrália e se reunir com seus pais. “Definitivamente não quero viver o que eu passei novamente e não fico mais longe da minha família”, disse.

Com informações do Portal Terra

VER MAIS

VER MAIS