Foto: Ascom/Sesma
Foto: Ascom/Sesma

Agentes do Samu, em Belém, realizam curso de motolância para melhor atendimento

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

“Aceitei esse desafio porque amo o que eu faço e quero poder ajudar mais ainda as pessoas”. Assim a técnica de enfermagem Cláudia Moraes, 35 anos, inicia a jornada como “anjo” do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), como são conhecidos os profissionais que prestam assistência em motocicletas, as chamadas motolâncias.

Ela faz parte do grupo de 15 desses servidores que concluem, neste sábado, 11, o curso de motolância, ministrado pela Guarda Municipal de Belém (GMB), numa parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesma). Técnicas de direção defensiva, conceitos de mecânica e aulas práticas que simulam as mais diversas situações no trânsito são repassadas pelos instrutores.

CONTINUE LENDO...

“Confesso que pensei em desistir quando cheguei e vi o tamanho das motos. Além disso, a turma é só de homens. Mas fui tão bem acolhida pelos instrutores e pelos colegas que decidi continuar. Agora, na reta final do curso, me sinto preparada para atuar nas ruas, atendendo aos chamados da população”, contou Cláudia, após fazer mais uma prova prática, nesta sexta-feira, 10, em uma área do Departamento de Trânsito do Estado (Detran).

Dedicação – Esse senso de cuidado com o outro é o mesmo do técnico de enfermagem Marcos Edwin, 43 anos, outro “anjo” do Samu. A participação no curso, para ele, é importante não só para prestar a melhor assistência, mas também para sua própria segurança. “Temos que fazer essa atualização, e não há melhor corpo para nos dar esse conhecimento que a Guarda. Estamos em constante qualificação para dar o melhor à sociedade”, afirma.

O inspetor Eldney Ferreira, coordenador do Grupamento Ronda da Capital, da GMB, diz que a capacitação aos agentes do Samu objetiva garantir a integridade física e a segurança dos profissionais, o que reflete diretamente no atendimento. “Eles chegam a locais onde não entram ambulâncias. Andam por áreas com acesso difícil. O curso os prepara para enfrentar esses desafios, além de guiá-los no trânsito do dia a dia”, diz.

Investimentos – O curso de motolância se encerra neste sábado, 11, com uma grande aula prática em Mosqueiro, em um circuito off road. O diretor do Samu, José Guatassara, reforça que os profissionais do sistema têm recebido diversas capacitações, como o Curso de Atualização em Atenção à Crise de Saúde Mental, que repassou ;aos agentes conhecimentos práticos sobre o atendimento de pacientes psiquiátricos.

“É uma gama de esforços que a Prefeitura de Belém vem empreendendo no sentido de estruturar ainda mais nossos recursos humanos. O Samu tem uma missão muito importante no cenário da saúde pública municipal, e para que possamos desempenhar esse papel da melhor maneira, precisamos sempre qualificar nossos agentes”, finalizou.

Fonte: Agência Belém

VER MAIS

VER MAIS