Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Polícia leva para local de buscas suspeitos de desaparecimento de Bruno Pereira e Dom Phillips

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Nesta quarta-feira, 15, os agentes da Polícia Federal levaram os dois suspeitos presos pelo desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips para a área de buscas pela dupla, cujo paradeiro é desconhecido desde o dia 5 de junho. Oseney da Costa Oliveira, conhecido como “Dos Santos”, e o irmão, Amarildo da Costa de Oliveira, o “Pelado”, primeiro preso no caso, foram acompanhados de policiais em barcos. Investigadores dizem que eles podem ajudar a elucidar pistas no local.

No último domingo, a PF confirmou que foram encontrados uma mochila e documentos pertencentes à dupla. Dois dias antes, policiais encontraram “material orgânico aparentemente humano” na região.

CONTINUE LENDO...

Oseney foi preso na última terça-feira, 14. A PF também apreendeu com ele cartuchos de armas de fogo e um remo, que serão periciados para identificação de eventual conexão com o desaparecimento. Pelado admitiu ter visto Bruno no dia do desaparecimento e uma testemunha chave afirmou ter visto o suspeito carregar uma espingarda e fazer um cinto de munições pouco depois que Pereira e Phillips deixarem a comunidade de São Rafael com destino à Atalaia do Norte, na manhã do último domingo, datas em que foram vistos pela última vez.

Ainda nesta qurta-feira, 15, os dois suspeitos confessaram ter assassinado os dois. Segundo fontes da Polícia Federal, os irmãos queimaram os corpos parcialmente e enterraram.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS