Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Atriz alega que foi vetada de novela da Globo por apoiar presidente Bolsonaro

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Na última terça-feira, 14, a atriz Maria Vieira acusou a Globo de vetá-la de participar da novela Travessia, por ser militante de direita e apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (PL). A artista fez uma postagem através de sua conta no Facebook, a qual afirmou que teria sido informada pelo diretor Mauro Mendonça Filho que havia sido retirada do elenco da próxima novela das 21h por decisões de superiores. Mas, a atriz desconfia que perdeu o trabalho por conta de sua posição política. Maria Vieira também é deputada municipal pelo partido Chega, berço da extrema-direita em Portugal.

Nas redes sociais, Maria Vieira desabafou. Segundo a atriz, ela havia sido procurada no início do mês passado por uma produtora da Globo lhe convidando para estar na trama de Gloria Perez. Maria já participou de outras produções da Globo como: Negócio da China (2008), Sete Vidas (2009) e Aquele Beijo (2013). “É claro que eu aceitei de imediato porque o projeto me pareceu interessante, tenho uma grande admiração pelo Mauro Mendonça e pela Gloria Perez e porque eu amo o Brasil”, contou.

CONTINUE LENDO...

Segundo a artista, ela chegou a ir até o consulado brasileiro para obter as documentações necessárias para poder estar apta ao posto, mas, Maria disse que faltava algumas informações que seriam enviadas pela própria empresa para dar sequência ao procedimento: “Resolvi entrar em contato com o Mauro Mendonça Filho para saber em que ponto estavam as coisas”, acrescentou.

Foi através da ligação com o diretor de Travessia que a atriz teria descoberto que não integraria mais o elenco da novela. “[Ele] lamentava de ter que me dar essa notícia, que me admirava muito, enfim”, relembrou.

Atriz faz suposições

“O que eu sei é que desta vez alguém trabalhou nos bastidores para me impedir de integrar o elenco da novela da Gloria Perez”, pontuou ela. A veterana acredita se sua rejeição tenha a ver com o fato de que ela é militante da direita e tem posicionamentos a favor do governo Bolsonaro: “Terá sido o único motivo pelo qual eu fui afastada do elenco daquela que seria a minha quarta novela na TV Globo”, disse.

Segundo a atriz, ela foi até as redes sociais para contar a situação: “Não hesitei em tornar este caso público porque é fundamental que o público saiba ou que vai acontecer no mundo artístico, quer em Portugal ou no Brasil, que tome conhecimento das injustiças que estão a ser cometidas o nome do socialismo, do globalismo e do politicamente correto”, finalizou.

Com informações do Na Telinha

VER MAIS

VER MAIS