Foto: Pedro Guerreiro/Ag. Pará
Foto: Pedro Guerreiro/Ag. Pará

Programa Vale Gás paga 4ª etapa na próxima segunda-feira, 20

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Cerca de 150 mil famílias paraenses de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social já foram beneficiadas pelo Programa Vale Gás, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), o que representa um investimento de aproximadamente R$ 15 milhões do governo do Estado.

“Uma família que ganha um salário mínimo, às vezes, consome a décima parte do valor só no gás e esse programa veio para fazer a diferença e auxiliar pessoas em situação de extrema pobreza. Já alcançamos um número bem significativo e esperamos ter ajudado essas famílias a adquirir o que é mais essencial em uma casa que é a alimentação dos seus membros”, pontua Inocêncio Gasparim, titular da Seaster.

CONTINUE LENDO...

Lançado em setembro de 2021, o programa Vale Gás, que tem como objetivo minimizar os efeitos causados pela pandemia da Covid-19 entre a parcela da população mais vulnerável econômica e socialmente, encerrou a terceira etapa na última terça-feira (13), data limite para que os cadastrados no programa pudessem fazer o saque da terceira parcela do benefício, que garante a compra de botijões de 13 quilos.Foto: Pedro Guerreiro / Ag. Pará

O pagamento da quarta etapa será realizado a partir da próxima segunda-feira (20) até o dia 23 de junho. No dia 20 de junho, serão contemplados os nascidos em janeiro, fevereiro e março.  Ao todo, serão 139.753 beneficiários que declararam renda zero no CadUnico. 

O nome dos beneficiários estará disponível no site da Seaster (LINKAR www.seaster.pa.gov.br ). Quem encontrar o nome na lista deve se dirigir ao Banco do Estado do Pará (Banpará) para receber o benefício conforme calendário.

Sílvia Azevedo, 51 anos, é uma das beneficiárias do Vale Gás e afirma que o programa faz a diferença ao fechar as contas no final do mês. “Tenho dois filhos, sou mãe solteira e estou desempregada, então esse benefício realmente é fundamental para a minha família. Tem ajudado muito nas despesas do mês. Podem pensar que é pouco, mas não é, faz a diferença para mim e para outras famílias”, diz. 

Foto: Pedro Guerreiro / Ag. ParáPara ser contemplada, a unidade familiar precisa estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda per capita declarada igual a zero. O auxílio é concedido em duas cotas de R$ 100, disponibilizadas em forma de crédito pelo Banpará.

O secretário ressalta ainda que somado a outros benefícios, o programa fez com que o Pará fosse reconhecido como segundo estado do país que mais investiu em distribuição de recursos para a população durante a pandemia. Deste modo, é fundamental continuar reforçando o combate à pobreza e às desigualdades.

Por Governo do Pará (SECOM)

Com Informações: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS