Reprodução
Reprodução

Mulheres dormem melhor quando dividem a cama com um pet, diz estudo

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um estudo feito no Canisius College, de Bufallo, no nordeste dos EUA, concluiu que a preferência da companhia para dormir das mulheres recai sobre os cachorros. A pesquisa teve a colaboração de especialistas da Universidade de Alberta, no Canadá.

O estudo está sendo conduzido há quatro anos por Christy Hoffman, especialista em comportamento animal, ecologia e conservação.

CONTINUE LENDO...

O Canisius College é uma das instituições particulares de ensino mais bem avaliadas nos EUA. A instituição foi fundada em 1870, por padres jesuítas alemães e oferece 100 cursos de graduação, além de 34 especializações e pós-graduações.

O estudo

A pesquisa da Professora Hoffman coletou dados online de 962 mulheres adultas residentes nos EUA. O questionário abordou os hábitos de compartilhamento da cama, não apenas com parceiros humanos, mas também com cães e gatos.

Os dados foram coletados a partir de relatos das entrevistadas e também com o uso de sensores de actimetria, aparelhos de pulso que monitoram os ciclos de atividade e descanso. As voluntárias permaneceram usando os sensores por uma semana.

odas as participantes tiveram de preencher o questionário sobre qualidade do sono, de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI, na sigla em inglês), uma referência nos estudos sobre repouso e vigília.

Os resultados indicam que compartilhar a cama acarreta aspectos positivos e negativos. O estudo é um dos primeiros a mensurar como a presença de um animal de estimação influencia na qualidade do sono.

No universo pesquisado, 93% das mulheres tinham a guarda de um animal de estimação. Entre as voluntárias, 55% dormiam com pelo menos um cachorro; 31% dividiam a cama com gatos e 57% das mulheres presentes na amostra dormiam com parceiros humanos do sexo masculino.

Conclusões:

• as tutoras de cães costumam deitar-se mais cedo e levantar-se mais tarde do que as tutoras de gatos;

• na comparação entre cães e humanos na cama, a percepção da maioria das mulheres (73%) é a de que os maridos e namorados atrapalham mais, prejudicam a qualidade do sono;

• apenas 43% das tutoras de cães afirmaram que os peludos prejudicam o descanso, mas o percentual relativo aos gatos que dormem na cama é semelhante dos parceiros humanos: 71%.

Os dados obtidos ainda não são conclusivos. É possível que os cachorros sejam considerados “melhores parceiros de cama” em função do longo histórico de convivência entre caninos e humanos. Os gatos podem ser “maus companheiros” justamente por terem hábitos noturnos, levantando-se diversas vezes durante o período de repouso dos tutores.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS