Reprodução
Reprodução

Deputado Federal paraense apresenta projeto para impedir o reajuste da conta de energia

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou na última terça-feira, dia 21, o novo reajuste de até 63,7%, nos valores das bandeiras tarifárias, que passam a valer para o período de julho de 2022 a junho de 2023.

O Deputado Federal Celso Sabino ao saber da aprovação do reajuste, apresentou o Projeto de Decreto Legislativo (PDL 267/22) que visa sustar os efeitos da resolução aprovada pela ANEEL e aumenta os valores das bandeiras tarifárias. “É inaceitável que a população que já paga um valor absurdo na conta de luz, sofra com mais esse impacto”, disse Sabino.

CONTINUE LENDO...

De acordo com Celso Sabino o aumento da tarifa de energia é desnecessário, pois, conforme a avaliação de especialistas, há um cenário hidrológico otimista onde o nível dos reservatórios em todo o Brasil é razoável.

“A capacidade dos reservatórios do subsistema Sudeste e Centro-Oeste era de 66,16% até terça-feira. As demais regiões contam todas com volume útil acima dos 90%, portanto, os reajustes aprovados pela ANEEL acarretará prejuízo aos consumidores em um momento delicado que é a retomada da economia”, comentou.

VER MAIS

VER MAIS