Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Vale Gás já beneficiou mais de 180 mil famílias no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Em apenas quatro dias de pagamento da 4ª parcela do programa estadual Vale Gás, quase 37 mil pessoas sacaram a nova etapa do benefício que garante a compra de botijões de 13 quilos para famílias em situação de extrema pobreza. A liberação dos valores pagos pelo Banco do Estado do Pará (Banpará) iniciou, em 20 de junho, e até o dia 23, quinta-feira, os saques somavam mais de R$ 3,6 milhões.

A aposentada Maria Benta Cardoso Palheta mora no município de Colares, no nordeste do Estado, tem 66 anos é uma das beneficiárias do Vale Gás. O auxílio foi criado em setembro de 2021 pelo Governo do Pará no intento de minimizar os efeitos causados pela pandemia da Covid-19 para a população mais vulnerável econômica e socialmente. Com dois filhos e seis netos, Maria confirma que passou por muitas dificuldades antes de receber o Vale Gás.

CONTINUE LENDO...

“Já estamos na quarta parcela. O Vale Gás é uma grande ajuda para toda a nossa família. Antes de receber esse benefício do governo, a gente ficava meses cozinhando na lenha pois não tinha dinheiro para comprar o gás. A gente tinha que escolher, ou comprávamos a comida ou o botijão”, explica.

Legado – O programa já beneficiou mais de 180 mil famílias desde o pagamento da 1ª parcela.
A Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) é responsável pela gerência e fiscalização do programa. Atualmente, 186.699 mil benefícios já foram pagos, o que representa um investimento de quase R$ 19 milhões.

Para ser contemplada, a unidade familiar precisa estar inscrita no Cadastro Único para programas sociais do governo federal (CadÚnico), com renda per capita declarada igual a zero. O auxílio é concedido em duas cotas de R$ 100, disponibilizadas em forma de crédito pelo Banpará.

“O Vale Gás surge como um benefício importante para a garantia da alimentação da população mais vulnerável. Em meio a um contexto difícil, com o alto valor do gás de cozinha e dos insumos alimentares, o governo garantiu apoio à população”, ressalta o titular da Seaster, Inocencio Gasparim.

Ele acrescenta que, “somado a outros benefícios, o programa fez com que o Pará fosse reconhecido como segundo Estado do País que mais investiu em distribuição de recursos para a população durante a pandemia. É fundamental que nós possamos reforçar o combate à pobreza e às desigualdades no estado do Pará e isso tem se dado com muito zelo e cuidado com o nosso povo”, afirma o secretário.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS