Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Presidente da Caixa é denunciado por assédio e Mourão pede apuração do caso

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Nesta terça-feira, 28, repercutiu nos sites de notícias a informação de que o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, sofreu uma série de denúncias de funcionárias, acusando-o de assédio sexual. As informações estão sendo investigadas, sob sigilo pelo Ministério Público Federal (MPF). A notícia sobre o caso foi divulgada pelo Portal Metrópoles.

Segundo a coluna do jornalista Rodrigo Rangel, no final do ano passado, algumas funcionárias da Caixa decidiram denunciar o caso e revelaram o que supostamente estariam passando.

CONTINUE LENDO...

De acordo com informações, as vítimas trabalham ou já trabalharam para equipes que estão vinculadas diretamente ao gabinete da presidência da Caixa. A identidade das funcionárias não foi revelada.

De acordo com as denúncias, os abusos aconteciam em diferentes ocasiões, porém, sempre durante compromissos de trabalho.

“É comum ele pegar na cintura, pegar no pescoço. Já aconteceu comigo e com várias colegas”, disse uma das vítimas.

“Ele passou a mão em mim. Foi um absurdo. Ele apertou minha bunda. Literalmente isso”, relatou outra.

Algumas das vítimas que relataram os abusos já prestaram depoimento ao MPF. Outras ainda deverão ser convocadas.

A Caixa Econômica se pronunciou através de nota e informou “não ter conhecimento dos casos, reforçando que adota medidas para evitar a conduta de assédios no banco, bem como disponibiliza canais para a realização de denúncias”.

Mourão pede apuração

Após tomar conhecimento do caso, o vice-presidente Hamilton Mourão, pediu que seja feita a apuração das denúncias de assédio sexual contra, Pedro Guimarães.

“Que seja apurado a veracidade”, disse Mourão.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS