Vereadora paraense chama de ‘farofeiros’ banhistas que usam praias em Barcarena; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Transmitida online nos canais do Legislativo, a Câmara de Vereadores de Barcarena, no oeste do Pará, aprovou em sessão, na última terça-feira, 21, o projeto de lei (PL 009/22) de autoria da prefeitura municipal, definindo a cobrança de uma taxa para acesso de ônibus, vans e micro-ônibus de turismo às praias do município.

O texto, enviado pelo prefeito Renato Ogawa, já foi sancionado e publicado na última sexta-feira, 24, no Diário Oficial do Município.

CONTINUE LENDO...

Na ocasião, a sessão de votação repercutiu na cidade após a vereadora Sinara Vilaça (PSC), se referir a população com o termo “farofa”. Assista.

“Vai trazer para a gente também a segurança de que vamos ter o acesso digno às nossas praias, poder ter a possibilidade de estar frequentando os nossos pontos turísticos e principalmente para o nosso comércio local. Porque a gente sabe que esses ônibus de turismo vêm na farofa, todo mundo traz aquelas coisas, o que já é perigoso, e a gente acaba não tendo o consumo no nosso comércio, para os nossos comerciantes. Isso traz uma dificuldade para gente”, discursou a parlamentar.

Revoltados com o discurso, barraqueiros da praia do Caripi realizaram um protesto em frente à Câmara Municipal de Barcarena. Cada manifestante portava um prato descartável com farofa, em protesto à polêmica fala da vereadora Sinara Vilaça.

Após manifestação dos barraqueiros, a vereadora pediu desculpas nas redes sociais pelo mal-entendido. Assista.

“Volto aqui na Câmara Municipal de Barcarena, que aprovou na última sessão, a Lei que regulamenta a chegada de veículos de turismo em nosso município, para esclarecer um grande mal-entendido. Eu usei uma expressão popular que por muitas pessoas foi interpretada como preconceituosa. Gente, de forma alguma eu quis menosprezar quem leva seu alimento de casa. Usei uma linguagem do nosso dia a dia, e que fora de contexto pareceu pejorativa. Portanto, de todo o meu coração, a quem se sentiu ofendido, eu peço as minhas mais sinceras desculpas”.

VER MAIS

VER MAIS