Reprodução
Reprodução

Deficiente visual encontra corpo no Rio Tocantins, no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O corpo de Cristiano Coelho da Silva, 47 anos, que estava desaparecido após se afogar no Rio Tocantins e que foi visto boiando para debaixo de um flutuante, em Marabá, foi encontrado na tarde da última segunda-feira, 27. Mas não foram os Bombeiros, nem pescadores da área que encontraram o corpo. Foi o empresário Evandro Oliveira Lima, que é deficiente visual, quem localizou o corpo. O caso chamou a atenção dos moradores da cidade.

“Cegão”, como é conhecido, mergulhou no rio e contou que sentiu a presença do corpo no local devido à pressão da água. Relatou também que pegou o morto pela mão e teve um pouco de dificuldade para arrastá-lo debaixo do flutuante, até que conseguiu sair.

CONTINUE LENDO...

Ele relata também que muita gente ficou espantada pelo fato de ele ter conseguido resgatar a vítima. O Corpo de Bombeiros realizava buscas no local, mas sem sucesso.

“Evandro Cegão” mergulhou em garimpos, entre o final dos anos 80 e início dos anos 90. Isso lhe garantiu muito experiência, mesmo sendo cego. “Lá embaixo eu tenho mais experiência do que quem enxerga, porque lá é só no tato”, explica, ao acrescentar: “Eu convivo com as trevas, com a escuridão”, afirmou Evandro.

Segundo informações, a vítima do afogamento costumava tomar banho nessa parte do rio e possivelmente estava bêbado quando se afogou.

Com informações Debate Carajás.

VER MAIS

VER MAIS