Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Homem que esquartejou e enterrou mulher no quintal no Pará é condenado a 33 anos de prisão

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O promotor de Justiça Francisco Charles Pacheco Teixeira atuou pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), no dia 15 de junho, na sessão realizada pelo Tribunal do Júri de Breu Branco, a condenação do réu, Rafael da Silva Ribeiro, a 33 anos de reclusão, por homicídio qualificado.

Rafael foi a Júri por ter matado e esquartejado a vítima Joana Cristina Soares da Silva, e ocultado os restos mortais no quintal da casa sob uma placa de concreto. O cirme ocorreu em abril de 2015, na cidade de Breu Branco. Ele ainda guardou pedaços da vítima na geladeira, para praticar rituais de canibalismo e satânicos.

CONTINUE LENDO...

O acusado já tinha praticado o mesmo crime com uma vítima identificada como Maria Zelia Ribeiro dos Santos, tendo sido condenado a uma pena de 32 anos de prisão pelo crime de homicídio.

Com informações: MPPA

VER MAIS

VER MAIS