Reprodução
Reprodução

Moradores realizam protesto e pedem justiça após jovem ser atropelada e estuprada no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Moradores revoltados com o desfecho do caso de agressão e estupro a Jhuilana Ketelly Mucha, de 23 anos, protestaram a favor de justiça em Novo Progresso, no Pará. A jovem foi encontrada brutalmente violentada na madrugada do último sábado, 2, no município. O caso revoltou a população da cidade.

Os manifestantes percorreram as principais ruas da cidade, pararam em frente ao fórum e seguiram até o hospital municipal onde a vítima está internada, com cartazes em mãos protestaram pedindo justiça.

CONTINUE LENDO...

Jhuliana Mucha passou por diversos exames, no sábado, 2, chegou ter pedido médico para transferência, no final da tarde apresentou melhoras no quadro clinico e a transferência não foi realizada. Neste domingo, 03, o hospital informou que o estado de saúde da paciente continua estável.

A polícia ouviu em depoimento a vítima na tarde do último sábado, 2. Juliana disse não lembrar do que aconteceu, apenas lembrava que a motocicleta que usava, foi batida na traseira por um veículo que a seguia de cor cinza, depois do fato não lembra mais do que aconteceu.

As polícias Militar e Civil, estão empenhadas em desvendar o caso, e pedem ajuda para população se caso encontrarem o veículo suspeito com batida na parte frontal aviarem a polícia.

Relembre o caso

O crime aconteceu na madrugada do sábado, 2, a vítima, retornava do trabalho em uma motocicleta quando foi interceptada pelo homem que usou o carro para derrubá-la, agredi-la e, na sequência, violentá-la, nas proximidades de um loteamento conhecido como Pantanal.

A vítima trabalhava durante a noite em uma pizzaria e havia deixado o trabalho, por volta de 1 hora da madrugada, quando foi abordada pelo agressor nas proximidades de um loteamento conhecido como Pantanal.

A mulher foi jogada ao chão com a batida, um homem desceu do veículo de cor cinza e a atacou. A vítima foi encontrada momentos depois, por populares que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Ela foi levada para um hospital nas redondezas e o estado de saúde é considerado grave.

Com informações do Folha do Progresso.

VER MAIS

VER MAIS