stockphotos
stockphotos

Maus-tratos contra crianças e adolescentes crescem 21,3% no Brasil, aponta levantamento

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública mostram que os registros de maus-tratos contra crianças e adolescentes subiram 21,3% no ano passado. Foram 19.136 vítimas de 0 a 17 anos, sendo que 36% delas têm de 5 a 9 anos e 26%, de 0 a 4 anos. Em 2020 eram 15.846 ocorrências nessa faixa etária. A taxa, que era de 29,8 vítimas por 100 mil habitantes no país, subiu para 36,1.

O abandono de incapaz teve alta de 11,1% nas taxas por 100 mil pessoas. Em 2020, foram 7.145 registros desse tipo de crime com vítimas de 0 a 17 anos no país. Esse número saltou para 7.908 em 2021. A maior taxa está entre 5 e 9 anos.

CONTINUE LENDO...

As principais vítimas são os não tão jovens sobre os quais há maior controle e nem as mais velhas, que têm condições de se defender dos riscos. No abandono material, a queda foi de 4,3%. Foram 801 registros em 2020 e 763 em 2021.

Lesão Corporal

O documento ainda aponta alta nos registros de lesão corporal no contexto de violência doméstica, passando de 18.180 vítimas de 0 a 17 anos em 2020 para 18.461 em 2021. A taxa entre vítimas de 15 a 17 anos é maior que 100 casos por 100 mil habitantes.

Mato Grosso (193), Santa Catarina (82,9), Rondônia (68) e Mato Grosso do Sul (60,8) ficaram com os índices acima da taxa nacional, que foi de 34,9.

Estupro de vulnerável

Os casos de estupro de vulnerável chegaram a 45.076 registros em 2021. De acordo com o estudo, a taxa de incidência é de 96,8 pessoas a cada 100 mil nessa faixa etária. Apenas as crianças com até 13 anos totalizam 35.735 vítimas no ano passado.

Segundo o estudo, foram 1.767 vítimas de pornografia infanto-juvenil em 2020 e 1.797 em 2021. Mais da metade das vítimas tem entre 10 e 14 anos. Os casos de exploração sexual também aumentaram. Em 2020 foram 683 registros contra 733 em 2021.

Assassinatos

O anuário revela que, em 2021, sete crianças ou adolescentes foram vítimas de violência letal por dia no Brasil. Foram 2.555 assassinatos na faixa de 0 a 17 anos. O indicador foi o único de queda em relação a 2020, quando foram registradas 3.001 mortes.

Os adolescentes do sexo masculino são 87,8% das vítimas entre 12 e 17 anos.

Com informações do R7

VER MAIS

VER MAIS