Efeito pandemia: paraenses viajaram menos em 2020 e 2021

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2020-2021, divulgada nesta quarta-feira, 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a quantidade de viagens feita pelos paraenses entre os anos de 2020 e 2021 caiu em comparação a 2019, passando de pouco mais de 1 milhão no respectivo ano para cerca de 634 mil em 2020 e cerca de 493 mil em 2021. Apesar desses dados, o estado do Pará ficou em sétimo lugar entre os demais estados brasileiros com o maior número de viagens tanto em 2020 quanto em 2021, só ficando atrás dos estados do Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Minas Gerais e São Paulo.

Nos dois anos a que se refere a pesquisa, a PNAD apontou que a maior quantidade de viagens feitas pelos paraenses foi de cunho pessoal, atingindo 89,1% em 2020 e 88,6% em 2021, em contrapartida, as viagens de cunho profissional atingiram as porcentagens de 10,9% em 2020 e 17,4% em 2021.

CONTINUE LENDO...

A pesquisa também apontou que, os meios de transporte mais utilizados para viagens no ano de 2020 pelos paraenses foram: van ou perueiro (30,6%), ônibus de excursão, fretado ou turismo (28,3%), motocicleta (25,1%), avião (18,7%), outro (18,3%), ônibus de linha (14,5%) e carro particular ou de empresa (12,7%). Já no ano de 2021, os índices foram de: motocicleta (56,2%), ônibus de excursão, fretado ou turismo (24,6%), van ou perueiro (24,0%), avião (18,7%), outro (16,9%), carro particular ou de empresa (15,8%) e ônibus de linha (13,1%).

No que se refere as regiões de destino, a PNAD apontou que, dentre as regiões brasileiras, a região que os nortistas mais visitaram no ano de 2020 foi o próprio Norte (84,9%), seguido do Nordeste (6,8%), Centro-Oeste (3,6%), Sudeste (3,5%) e Sul (1,1%). Já em 2021, as porcentagens de regiões visitadas foram de: Norte (83,8%), Nordeste (6,4%), Centro-Oeste (5,2%), Sudeste (3,0%) e Sul (1,6%).

VER MAIS

VER MAIS