Divulgação/Governo do Reino Unido
Divulgação/Governo do Reino Unido

Imprensa britânica dá como certa a renúncia de Boris Johnson após escândalos

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Após o escândalo sexual envolvendo Chris Pincher, um parlamentar conservador muito próximo ao primeiro-ministro Boris Johnson, a imprensa britânica dá como certa a renúncia do prêmiê. Os meios de comunicação do Reino Unido garantem que Johnson deve entregar o cargo nesta quinta-feira, 7.

A mídia britânica Sky e a BBC informam que o primeiro-ministro concordou em desistir do cargo, encerrando um impasse sem precedentes no Reino Unido. Também estão prevendo a queda do premiê os jornais The Telegraph, The Times, Independent, The Sun, Mirror e The Guardian.

CONTINUE LENDO...

“Boris Johnson vai renunciar como líder do Partido Conservador hoje”, postou o editor político da BBC, Chris Mason, no Twitter. Boris Johnson fará ainda nesta quinta uma declaração à nação, informou um porta-voz de seu escritório em Downing Street.

Ele deve renunciar ao cargo de líder do partido conservador, o que garante a ele que permaneça no cargo até que haja novas eleições e seu sucessor seja definido. Ainda não há data prevista para essa possível mudança. Johnson vem se segurando no poder apesar da renúncia em série de seus principais ministros. Até o atual ministro das Finanças, Nadhim Zahawi, nomeado há 48 horas, pediu publicamente que Johnson “fosse embora”.

“Isso não é sustentável e só vai piorar, para você, para o Partido Conservador e o mais importante para todo o país”, postou Zahawi no Twitter depois que mais de 50 ministros e assessores renunciaram ao governo.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS