Reprodução
Reprodução

Preço do kg do frango continua caro no Pará

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revelou que o preço médio do quilo do frango consumido no estado do Pará continua em alta.

Somente no primeiro semestre deste ano, de janeiro a junho, o produto ficou 3,86% mais caro e nos últimos 12 meses, a alta acumulada foi de 28,68% percentual bem superior à inflação estimada em torno de 12,00% para o mesmo período.

CONTINUE LENDO...

Segundo a pesquisa realizada feita pelo Dieese, no caso do frango resfriado, as pesquisas do Dieese mostram que nos últimos 12 meses, o preço do produto de uma marca de frango, apresentou a seguinte trajetória: Em junho de 2021, o kg do produto foi comercializado em média a R$ 10,30. Encerrou o ano passado custando em média R$ 12,20. No início deste ano, janeiro de 2022, também foi comercializado em média a R$ 12,20; em maio foi comercializado em média a R$ 11,70 e no mês de junho de 2022 manteve a mesma média, sendo comercializado a R$ 11,70 o kg.

Com isso, no mês passado, em junho, o preço deste produto apresentou estabilidade em relação ao mês de maio, e recuo de 4,10% no encerramento do primeiro semestre deste ano. Entretanto, no Balanço dos últimos 12 meses, o preço do produto apresenta reajuste acumulado de 13,59% contra uma inflação estimada em torno de 12,00% para o mesmo período.

No caso do frango congelado, nos últimos 12 meses, as pesquisas do Dieese mostram a seguinte situação: O kg do frango congelado de uma marca pesquisada, em junho de 2021, foi comercializado em média a R$ 7,95. Encerrou o ano passado sendo comercializado em média a R$ 9,85. No início deste ano, janeiro de 2022, foi comercializado em média a R$ 8,92 e nos meses de Mai/2022 e Jun/2022, manteve a mesma média sendo comercializado a R$ 10,23. Com isso o preço do produto apresentou estabilidade no mês de passado, em relação ao mês de Mai/2022.

VER MAIS

VER MAIS