Divulgação
Divulgação

Justiça determina a penhora Porsche, Audi e Mercedes do dono da Itapemirim

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Justiça de São Paulo determinou a penhora de três automóveis de luxo do dono do grupo Itapemirim, o empresário Sidnei Piva. O ato executório é em razão de uma dívida calculada em cerca de R$ 1,2 milhão.

Os carros penhorados são uma Porshe Panamera (2019/2020), um Audi Q7 (2019) e uma Mercedes Bens C180 (2019), avaliados, respectivamente, em R$ 682 mil, R$ 434,98 mil e R$ 180 mil, segundo os documentos anexados ao processo.

CONTINUE LENDO...

Piva criou em fevereiro de 2021 uma empresa aérea, a Ita (Itapemirim Transportes Aéreos). A empresa aérea fez o seu voo inaugural em 29 de junho de 2021, decolando do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com destino a Brasília. Seis meses depois, no entanto, às vésperas do Natal, interrompeu suas atividades, prejudicando milhares de passageiros.

A penhora dos carros de Piva foi determinada em um processo movido pela Mottarone Serviços, que, em outubro de 2018, vendeu ao empresário o controle de uma empresa chamada Trans Sistemas de Transportes por R$ 5,5 milhões.

Piva, contudo, não pagou todas as parcelas devidas e a Mottarone foi à Justiça para cobrar a dívida, calculada hoje em cerca de R$ 1,2 milhões, valor que inclui multa e juros. Ele solicitou que pagamento fosse feito em 23 parcelas. Um acordo de parcelamento chegou a ser homologado pela Justiça, mas Piva o descumpriu.

Em abril do ano passado, dois meses após anunciar a criação da empresa aérea, Piva disse à Justiça que suas empresas passavam por uma situação financeira muito difícil, que havia sido agravada pelas medidas restritivas adotadas pelo Estado de São Paulo no contexto da pandemia.

Piva ainda pode recorrer da penhora dos automóveis.

Com informações do UOL

VER MAIS

VER MAIS