Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Lira defende PEC dos benefícios: ‘Um país que não cuida do seu povo não tem razão de existir’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Durante entrevista concedida na última quarta-feira, 13, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), defendeu a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos benefícios aprovada em 2 turnos na Casa e garantiu que o projeto não fura o teto de gastos.

No entanto, Lira também afirmou que é “recomendável” que o projeto seja promulgado pelo Congresso Nacional já nesta quinta-feira, 14, junto com outras PECs aprovadas pela Câmara. Entre elas, está a inserção na Constituição sobre o piso salarial da enfermagem.

CONTINUE LENDO...

Logo após as votações do projeto pelos deputados, ainda no Salão Verde da Casa, Lira discursou: “Temos que pensar nos mais vulneráveis, a PEC vem sendo discutida há muitos dias. Só na Câmara estamos há duas semanas, cumprimos o rito, o Senado cumpriu o deles“, destacando ainda que “Um país que não cuida da sua gente e do seu povo não é país, não tem razão de existir“, completou o presidente da Casa.

Na prática, a PEC permite ao Governo Federal fazer mudanças como: aumentar o Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e o valor do vale-gás para R$ 120.

Em relação as falhas técnicas enfrentadas pela Câmara na última terça-feira, 12, que levaram à suspensão da votação da PEC, Lira disse que ainda não há laudo sobre o caso, mesmo com apuração da PF, mas classifica o ocorrido como “fato estranho”.

Com Informações do Poder 360

VER MAIS

VER MAIS