Após dois dias, indígenas libertam trabalhadores de Belo Monte mantidos reféns

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Indígenas da etnia kuruaya libertaram dois trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, estavam sendo mantidos reféns desde a última quarta-feira, 13, no rio Curuá, em uma área a 350 km de distância da sede de Altamira.

Insatisfeitos, os indígenas impediram os dois trabalhadores de deixar a região, até que a empresa cumprisse com as exigências impostas pelas lideranças da etnia Kuruaya.

CONTINUE LENDO...

Porém, segundo o site Confirma Notícia, os dois, apesar da situação de refém, não foram hostilizados ou sofreram algum tipo de ameaça nem violência. Os indígenas tomaram às chaves da embarcação que eles utilizaram para chegar até a região, e assim não puderam retornar.

Foram dois dias de espera, até que um acordo negociado com a participação da Funai e do Ministério Público Federal garantiu a libertação dos dois reféns. Eles deixaram a aldeia nesta sexta-feira, 15, e já estão em casa com seus familiares.

Com informações do Confirma Notícia

VER MAIS

VER MAIS