Reprodução
Reprodução

Vídeo exclui possibilidade de crime envolvendo responsável por câmeras de clube onde petista morreu 

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Imagens registradas por câmeras de segurança instaladas próximas a um viaduto na Rodovia BR-277, na cidade de Medianeira, no Paraná, descartam a possibilidade de o vigilante Claudinei Coco Esquarcini ter sido vítima de crime. Ele é um dos diretores da Associação Recreativa Esportiva Segurança Física de Itaipu (Aresf), em Foz do Iguaçu (PR), onde aconteceu o assassinato do petista Marcelo Arruda, em 9 de junho.

O vídeo flagra o momento em Claudinei caminha, no último domingo, 17, pela calçada já sobre o viaduto e, em questão de segundos, se joga de cima do elevado.

CONTINUE LENDO...

Por ser uma imagem forte, decidimos não publicar o vídeo completo. Embora tenha sido um atentado contra a própria vida, a publicidade da ocorrência ajuda a descartar qualquer possibilidade de “queima de arquivo”, como aventado em grupos nas redes sociais.

Vídeo mostra momentos antes de o vigilante pular do viaduto:

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS