Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Vídeo: quatro pessoas são mortas em operação policial no Rio de Janeiro; coronel diz que ‘situação é tensa’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pelo menos quatro pessoas morreram baleadas nesta quinta-feira, 21, durante uma operação das polícias Militar e Civil no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, que começou no final da madrugada de hoje para combater o roubo de veículos, de carga e a bancos. No início da manhã, moradores relataram ao longo da manhã intensos tiroteios e até rajadas contra um helicóptero, eles chegaram a se jogar no piso de um ônibus para tentar escapar dos disparos.

Até o momento as vítimas fatais são: o cabo Bruno de Paula Costa, atingido no pescoço em um ataque à UPP da Fazendinha; Letícia Marinho de Sales, de 50 anos, que segundo familiares teria sido baleada dentro do carro por um policial;
e dois bandidos em confronto, mas que ainda não foram identificados, de acordo com a PM. No meio da manhã, mototaxistas saíram em um protesto para pedir paz.

CONTINUE LENDO...

No caso de Letícia, parentes informaram que ela era moradora do Recreio e foi baleada dentro do carro por policiais e chegou morta à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Alemão. Denilson Glória, que é namorado de Letícia e estava com ela no carro na hora do ataque, contou que policiais dispararam num sinal: “Ao sair, tinha policial num sinal, paramos. Mesmo assim, o carro foi alvejado”, afirmou. “Só vi ela caindo para o meu lado. Quando eu olhei, tinha um furo no peito”, detalhou.

Jaime Eduardo da Silva, primo de Denílson, conta que foi atingido de raspão no pescoço: “E agora, o que vou falar para a família que está lá dentro chorando? O que eu vou dizer para a filha da mulher que está lá chorando? O que eu vou dizer para o neto da mulher que está chorando? Vou falar o quê?”, questionou.

O tenente-coronel Ivan Blaz, porta-voz da PM, diz que “A situação na região como um todo ainda é bastante tensa”, afirmou. O Bope e o Core, grupos de elite das corporações, foram mobilizados, assim como 10 blindados e um helicóptero. Só da PM, 400 homens estão na operação.

Nas redes sociais, os moradores compartilham diversas imagens de partes da operação, preocupados. Veja:

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS