Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Pescador é perseguido por baleia em embarcação: ‘Colocando a gente pra correr’; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O pescador Paulo Roberto de Freitas, 60 de anos, diz que quando se pesca há mais de 45 anos, é normal pensar que já passou ou viu quase de tudo. Mas, ele se surpreendeu e viveu uma situação inédita em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, na última segunda-feira, 18.

Ele estava ao lado de outros dois homens na embarcação quando começaram a ser seguidos por uma baleia jubarte: “Já vi várias baleias aqui pescando, já fiquei a deriva no mar, navio quase me pegou, mas nunca tinha passado por isso. Eu não sei o que houve, foi inexplicável. Fiquei apavorado, eu nunca vi levantando o barco, ela era muito grande”, relata. Nas redes sociais, o conteúdo acabou viralizando.

CONTINUE LENDO...

No vídeo é possível ver uma baleia jubarte enorme nadando ao lado do barco. Em um certo momento, Paulo, conhecido como Palu diz: “Oh Jesus, acelera Celso. Acelera ai se não vai dá ruim”, diz. Em outro trecho ele diz “Nunca passei por isso, a baleia colocando a gente pra correr. Pensei que o barco fosse virar”.


Palu conta que eles estavam com a linha na água quando a baleia se aproximou do barco e que o animal entrou debaixo da embarcação, estendeu a cabeça e o rabo ficou pra trás do barco: “A gente contando as pessoas não acreditam, só tive tempo de filmar quando mandei o cara acelerar. Mas na hora eu fiquei em pânico. Cabeça pra um lado, rabo pro outro e a gente não podia engatar pra não machucar ela”, conta. Ele conta que teve sensação de morte com medo dela virar o barco: “Estava há três horas de viagem, não tinha pra onde correr, só tinha o rádio a bordo, mas não tinha pra onde correr. Sei que a baleia não ia comer a gente, porquê ela não faz isso, mas a gente ia morrer afogado ou de hipotermia”, relata.

O biólogo Vinicius Santos, explica que isso é um comportamento típico da baleia jubarte, pois ela é um animal muito curioso: “Isso é um comportamento normalmente da baleia quando ela tá fazendo a migração de forma solitária. Ela também entende que muitas das vezes, a embarcação de pesca tem alimento. Ela se aproxima pra ver se tem algum peixe pra se alimentar”, explica.

O biólogo conta que a orientação nesses casos é não acelerar a embarcação pois pode acabar provocando um acidente. Ele garante que a baleia não vai atacar, é normal se assustar com um animal desse tamanho, mas não significa que ela vai atacar. “Ela só queria se aproximar para ver o que tinha por ser um animal curioso”, diz. Ele recomenda deixar o motor em ponto neutro pois a hélice pode acabar ferindo o animal e causar um acidente. Após isso, esperar ela se afastar da embarcação e prosseguir.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS