Tony Winston/Agência Brasília
Tony Winston/Agência Brasília

Funcionária é demitida por ir em evento após apresentar atestado médico

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No final do último mês, uma mulher que trabalhava em uma empresa de telemarketing foi demitida por justa causa após apresentar um atestado médico para se ausentar por depressão e ser vista em um evento, na mesma época do afastamento. De acordo com uma série de posts em suas redes sociais, a ex-funcionária publicou fotos, que mostravam sua participação em eventos realizados em São Paulo. O caso aconteceu em Belo Horizonte, Minas Gerais.

De acordo com o caso, cuja divulgação só foi permitida pela justiça na última terça-feira, 10, a ex-funcionária que trabalhava como representante de atendimento tentou reverter a demissão por justa causa no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MG), mas não conseguiu. Na alegação, ela teria declarado que, quando foi comunicada da demissão por justa causa, a empresa não informou os motivos da dispensa. Ela alegou ainda que estava gozando de licença médica e tinha estabilidade provisória por atuar como líder sindical.

CONTINUE LENDO...

Embora a mulher tenha tentado solicitar no TRT-MG a reintegração ao trabalho e uma indenização, suas petições não foram acatadas pela Justiça. A empresa argumentou que a demissão foi causada por “incontinência de conduta” e “mau procedimento”.

A relatora do processo no TRT-MG, juíza Maria Cristina Diniz Caixeta, considerou que “as fotos não revelam estado abatido da trabalhadora”. A Justiça também considerou que houve quebra de confiança entre as partes e o fato foi “suficientemente grave” para causar a ruptura do contrato de trabalho. Como a decisão foi de segunda instância, o processo foi arquivado de forma definitiva.

Com informações do Pleno News

VER MAIS

VER MAIS