Grávida é morta dentro de casa; filha de 8 meses estava em berço ao lado da mãe

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Uma mulher foi encontrada morta, em cima da cama, com marcas de agressão, em um apartamento na região da Sé, Centro de São Paulo, no último domingo, 24. Ela estava ao lado da filha de apenas 8 meses e estava grávida.

A vitima foi identificada como Sandra Maria de Sousa Silva, de 34 anos, e estava com sangue na região do nariz e da cabeça e duas perfurações, que aparentavam ser de algum tipo de arma branca.

CONTINUE LENDO...

A bebê que estava no berço ao lado do corpo da mãe, foi resgatada com sinais de desidratação e desnutrição. A criança foi encaminhada para um pronto-socorro da região e passa bem. Segundo familiares de Sandra, ela estava grávida de apenas um mês.

O copo da mulher só foi encontrado após vizinhos e amigas estranharem o desaparecimento de Sandra desde a sexta-feira, 22. Eles chamaram um chaveiro para abrir a porta do apartamento após perceberem que um forte odor era exalado de dentro do imóvel. O principal suspeito é o companheiro de Sandra, que foi visto pelos vizinhos saindo do apartamento da moça no mesmo dia com bolsas na mão. A família dela acredita que ele é o assassino.

“Ela tinha me ligado de vídeo na sexta-feira, estava com a boca meio machucada e esse homem estava lá na casa dela com ela. Eu perguntei se ele tinha batido nela, mas ela falou que não”, disse uma irmã da vítima.

O caso foi registrado como feminicídio na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher. O suspeito do crime está sendo procurado pela polícia.

VER MAIS

VER MAIS