Pesquisa comprova relação entre o mau humor e a fome; entenda

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Pesquisadores da Universidade de Anglia Ruskin, no Reino Unido, descobriram que existe uma explicação científica para justificar quem fica de mau humor quando está com fome. O estudo foi publicado no dia 6 de julho, na revista científica Plos One.

Em inglês, a sensação tem até nome, e é identificada como “hangry”. A expressão junta os termos ingleses “hungry” (faminto) e “angry” (irritado), e é usada especialmente por pessoas mais jovens como desculpa para comportamentos inadequados causados pela vontade de comer.

CONTINUE LENDO...

O grupo de pesquisadores em psicologia realizou um questionário com 64 participantes, que respondiam cinco vezes ao dia informações sobre a fome, raiva, irritabilidade, satisfação e animação. O questionário durou 21 dias e os voluntários preencheram as informações em um aplicativo de monitoramento no celular.

“Para saber se os efeitos da fome estão relacionados à raiva, nós também perguntamos sobre as experiências dos participantes com a irritabilidade e, para obter uma visão mais holística, pedimos para registrarem emoções como a satisfação e o ânimo. Para assegurar que nossos resultados fossem robustos, também conduzimos análises que relacionavam variáveis como a idade, sexo, índice de massa corporal e a dieta de cada um”, afirmou o psicólogo Viren Swami. líder da investigação, em comunicado.

Os resultados indicaram que houve aumento de mais de 30% em todas as emoções (34% mais sentimento de raiva, 38% menos prazer e 37% mais irritação) quando os voluntários estavam com fome, independente da idade, sexo ou dieta alimentar. Ou seja, as pessoas com fome ficam mais irritadiças e sentem menos prazer.

De acordo com os autores do estudo, a maioria das evidências a respeito dessa relação associavam o impacto dos baixos níveis de glicose na impulsividade, raiva e agressão. Quanto menores as taxas de glicose, resultantes da privação alimentar, maiores os sentimentos negativos.

O estudo mostrou, ainda, que o surgimento de emoções negativas está associado a uma maior oscilação nos níveis de fome ao longo do dia. Assim, pessoas que comem regularmente irão se sentir menos irritadas, enquanto quem passa muito tempo sem comer uma refeição tem o humor facilmente afetado negativamente.

Com informações do Metrópoles

VER MAIS

VER MAIS