Adolfo Oliveira Neto, candidato ao governo do Pará pela Federação PSOL e REDE. / Crédito Crystian Jatene.
Adolfo Oliveira Neto, candidato ao governo do Pará pela Federação PSOL e REDE. / Crédito Crystian Jatene.

PSOL e Rede realizam convenção eleitoral nesta quinta-feira em Belém

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e a Rede Sustentabilidade (REDE), que estão em federação partidária desde 2021, realizarão em conjunto a convenção para deliberar sobre as candidaturas e apoios ao pleito de 2022 no Pará. A convenção será nesta quinta-feira, 4 de agosto, a partir das 18h, em Belém, na sede da escola de samba Quem São Eles, situada na Tv. Almirante Wandenkolk, 1233, bairro do Umarizal.

A federação sairá com chapa própria ao governo do estado do Pará, tendo o professor Adolfo Oliveira Neto, dirigente estadual do PSOL, como candidato ao cargo majoritário. O nome que concorrerá para a Vice-Governadoria ainda está sendo discutido.

CONTINUE LENDO...

A federação PSOL e REDE também irá confirmar o apoio à candidatura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva à Presidência da República e do atual deputado federal Beto Faro (PT) ao Senado, além de lançar 17 candidatos à Câmara Federal e 41 candidatos à Assembleia Legislativa do Estado do Pará pelas duas legendas.

CANDIDATURAS

Entre os principais nomes da federação que disputarão vaga para a Câmara Federal, nestas eleições, estão a atual deputada estadual Marinor Brito (PSOL); a atual deputada federal Vivi Reis (PSOL), que buscará à reeleição, e da indígena Maial Paiakan Kayapó (REDE), neta do cacique Paiakan. Já para a Assembleia Legislativa do Pará, o PSOL apresenta nomes como o da vereadora de Belém, Lívia Duarte e da presidente do diretório municipal Leila Palheta, e a REDE, de Rafaella Rodrigues e Hélio Monteiro.

“Teremos uma chapa muito representativa com a maioria de mulheres e de negros e negras, incluindo lideranças do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Movimento Sem Terra (MST), Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), indígenas, quilombolas e transsexuais, entre outros”, destaca Adolfo Neto.

A convenção será conduzida pela nova direção da Federação PSOL e REDE no Pará, que é presidida pela historiadora e ex-deputada estadual Araceli Lemos, e tem como vice-presidente a professora da UFPA, Sandra Helena Cruz. Ainda, o encontro contará com a presença do publicitário Chico Cavalcante, porta-voz da REDE no Pará.

VER MAIS

VER MAIS