Ilha de Mosqueiro recebe festival gastronômico neste sábado; confira a programação

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A ilha de Mosqueiro está pronta para receber o público especial e saborear as delícias da culinária local, durante o Festival Gastronomia das Ilhas, que envolve 18 bares e restaurantes separados em seis circuitos, abrangendo desde a região da praia do São Francisco, passando pelo Murubira, Ariramba, Chapéu Virado, Porto Arthur e Farol.  Ao preço de R$ 59,90, os combos das iguarias (com entrada, prato principal e sobremesa) se destacam pelo sabor, criatividade e tradição dos ancestrais indígenas. 

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, estará na ilha, fazendo a abertura oficial do evento em meio ao show cultural de carimbó do grupo Moqueio Tupinambá, na praça da Vila, a partir das 9h. 

CONTINUE LENDO...

O objetivo é valorizar a tradição dos sabores da região insular da capital paraense, reconhecida internacionalmente como cidade da gastronomia criativa, em selo concedido pela Unesco, em 2015. A ilha de Mosqueiro abriga a segunda etapa do festival. A primeira foi na ilha do Combu, em outubro do ano passado. Segundo o diretor-presidente da Codem, Lélio Costa, o circuito deve seguir pelas ilhas de Outeiro e Cotijuba.

Tudo pronto – Antes do festival, os chefs de cozinha e seus auxiliares passaram por ciclo de workshop de precificação de preços, boas práticas de cozinha, cursos de combate à incêndio, primeiros socorros, tratamento de lixo e meio ambiente e sustentabilidade.

Na reta final, a Agência Distrital cuidou da limpeza da rota dos estabelecimentos com reforço nos serviços de coleta de entulho e lixo doméstico, recuperação asfáltica e acessibilidade.

Delícias – Todos os dezoito restaurantes participantes criaram combos especiais. A maioria dos cardápios tem o pescado como base. As espécies mais apreciadas são filhote, dourada, pirarucu e arraia, esta última abundante na região. Entre as frutas, os destaques são para cupuaçu, bacuri, castanhas e as inovações são jambo e uxi. 

Para quem não aprecia nenhum tipo de pescado, o circuito oferece uma versão vegana com palmito, pimentões, banana e abacate. O catálogo está disponibilizado aqui mesmo na plataforma da Agência Belém.

Ancestralidade – Segundo o coordenador do curso de Gastronomia, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), professor Vanderson Silva, a ilha de Mosqueiro tem a chamada culinária-raiz, com sabores fortes herdados da influência ancestral o povo indígena Tupinambá, considerado os primeiros habitantes do território, antes da  colonização portuguesa no território.

A culinária da bucólica ilha também comanda a cadeia de outros setores, como turismo, e meio de vida para milhares de famílias. “Por isso, esses eventos gastronômicos têm enorme relevância para o crescimento do comércio, geração de renda e emprego e atrai visitantes com seus ingredientes únicos e marcantes que mantêm o diferencial”, avaliou o professor Vanderson.

Serviço
Festival Gastronomia das Ilhas – Mosqueiro
Datas – 14 e 15 de maio – sábado e domingo
Circuito 01 – Praia do Paraíso:
Bar e Restaurante Cozinha de Praia;
Barraca do Gringo;
Bar e Restaurante Tropical;
Bar e Restaurante Paraíso;
Restaurante Camboeiro;
Restaurante Moqueio – Hotel Fazenda Paraíso.

Circuito 02 – Praia do Chapéu Virado:
Restaurante Samambaia;
Restaurante Play Toc-Toc;
Restaurante K’tispero;
Barraca Pinguim.

Circuito 03 – Praia do Ariramba:
Jurubeba Praia;
Jurubeba Restô de Praia;
Barraca e Restaurante Toda;
Bar e Restaurante Panorâmica.

Circuito 04 – Praia do São Francisco:
Restaurante Aconchego;
Casa Moqueio.

Circuito 05 – Praia do Farol:
Restaurante do Hotel Farol.

Circuito 06 – Praia do Porto Artur:
Peixaria do Antônio.

Com informações da Agência Belém

VER MAIS

VER MAIS