Rogério Assis/ISA
Rogério Assis/ISA

Polícia Federal confirma invasão de fazendeiros próximo das aldeias da terra indígena Apyterewa

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Polícia Federal confirmou a invasão de fazendeiros perto de aldeias da terra indígena Apyterewa, em São Félix do Xingu, sudeste do Pará. A constatação ocorreu na terça-feira, 17, após o acompanhamento da PF e do Ministério Público Federal (MPF) da situação de potencial conflito entre fazendeiros e indígenas do povo Parakanã. No entanto, segundo informações do MPF, os fazendeiros se retiraram do local antes da chegada dos policiais.

A terra indígena Apyterewa foi homologada desde 2007, com limites definidos. Por isso, a presença de não indígenas na área representa invasão, já que os Parakanã tem direito constitucional ao usufruto exclusivo de todo o território, não sendo permitida qualquer atividade econômica que não seja conduzida por eles, de acordo com as leis brasileiras.

CONTINUE LENDO...

Segundo a PF, não ocorreram ameaças diretas aos indígenas, mas os fazendeiros enviaram homens e várias cabeças de gado na segunda-feira (16) para as proximidades de uma das aldeias. Os indígenas relataram para a polícia e para o ministério público que os homens disseram que a aldeia deveria ser removida e que a terra era dos fazendeiros, numa tentativa de ocupar o território. Com a chegada da polícia, os fazendeiros se retiraram. No entanto, a tensão continua sobre outras aldeias na mesma área, onde vários invasores permanecem com rebanhos.

O MPF informou que estuda novas medidas para garantir a segurança dos indígenas e pediu relatório da Polícia Federal sobre a incursão na área. A situação também é acompanhada pela Fundação Nacional do Índio (Funai). Para o MPF, a segurança dentro da terra indígena depende da retirada definitiva dos invasores.

Com informações do MPF

VER MAIS

VER MAIS