Davi Alves/ Agência Pará
Davi Alves/ Agência Pará

Pará está entre os estados que mais reduziram índice de mortes violentas

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O levantamento nacional realizado pelo Monitor da Violência mostrou que o Pará permaneceu, pelo quarto ano consecutivo, entre os estados com redução nos índices de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLI). Isso inclui os delitos de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Os dados divulgados apontam redução de 6% no compilado de todo o país e consideram o período de janeiro a março de 2022 comparado ao mesmo período do ano passado.

CONTINUE LENDO...

No levantamento, o Pará foi o segundo estado da região norte que mais reduziu os indicadores, apresentando queda de 14% no trimestre se comparado a 2021 e 48% em relação a 2018.

O estudo é realizado com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.

Segundo o levantamento, entre os meses de janeiro e março de 2022, foram registradas 529 ocorrências de crimes violentos, letais e intencionais no Pará. Já em 2021 foram 613 ocorrências desses crimes. Em 2020, foram 598 ocorrências. Em 2018, foram 1.021 casos.

A meta anual de redução de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), proposta pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para os Estados, é inferior a 3,5%, e o resultado alcançado pelo Pará, até o fechamento do primeiro trimestre de 2022, em relação a CVLI, foi de 13,87%.

Para o titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, as as reduções estão atreladas a vários fatores. Entre eles, está o ‘TerPaz’, que desenvolve políticas públicas nos bairros que eram apontados como os mais violentos, com ações de choque operacional, seguidas de atividades de defesa social, somando esforços com as instalações das Usinas da Paz. Assim como o ‘Segurança Por Todo o Pará’, que tem como objetivo levar o modelo e estratégia de segurança desenvolvido na RMB para o interior, cobrindo toda a extensão do território paraense com ações ostensivas e preventivas.

“Os dados divulgados computam os três primeiros meses, mas ja fechamos o quadrimestre com redução, e ressaltamos que vamos continuar fortalecendo as ações de segurança para garantir os indicadores de criminalidade positivos e o enfrentamento das ações criminosas. O estado não vai recuar, mas vai continuar trabalhando para que as reduções permaneçam em todas as regiões”, afirmou.

O Monitor da Violência é uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Com informações da Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS