Reprodução/ Rede Social
Reprodução/ Rede Social

Pastor é preso acusado de estuprar fiéis e passar ‘óleo ungido’ nas partes íntimas delas

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Um pastor foi preso por estuprar quatro mulheres e passar óleo ungido nas partes íntimas delas, em Confresa, a 1.160 km de Cuiabá (MT). Duas vítimas do pastor Lourival Santos de Andrade, de 42 anos, são menor de idade.

Em depoimento à polícia, ele disse ter uma igreja em Confresa, uma em Ribeirão Cascalheira, a 893 km de Cuiabá, e outra na capital, no Bairro Planalto. Ele disse ainda que não conhecia nenhuma das vítimas.

CONTINUE LENDO...

As investigações iniciaram após o registro do primeiro boletim de ocorrência, em agosto do ano passado. Nele, a vítima informou que o pastor que se aproveitava da função para praticar os abusos sexuais. Os abusos ocorriam durante os atendimentos particulares em seu gabinete, onde ele fazia uma oração com as vítimas e passava o óleo ungido nas partes íntimas delas, estuprando-as em seguida.

Uma das vítimas foi violentada durante uma conferência na igreja, quando o pastor chamou a adolescente em um quarto fechado e acariciou as partes íntimas.

A segunda vítima, de 17 anos, relatou que no mês de fevereiro deste ano foi até igreja evangélica falar com o pastor, pedindo para que ele fizesse uma oração. Ela foi levada até o banheiro e o acusado pediu para que ela passasse um óleo na barriga.

Na sequência, o pastor pegou o produto e passou pelo corpo da menina, que relatou sentir tontura e, posteriormente, ter sido abusada.

Com informações do NE10

VER MAIS

VER MAIS