Foto: Roma News
Foto: Roma News

Grupo Roma devolve à Prefeitura de Belém projeto de restauração do Mercado de São Brás

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Na tarde desta sexta-feira, 20, o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, em reunião com o presidente do Grupo Roma, Romulo Maiorana Júnior, recebeu o projeto de restauração, revitalização e modernização do Mercado de São Brás.

A partir de agora, a obra passa a ser responsabilidade da Prefeitura Municipal de Belém. A entrega do projeto, de autoria do arquiteto Aurélio Meira, foi feita em comum acordo e com base no diálogo de que o poder público deve ser o responsável pelo projeto que envolve, além de urbanismo e desenvolvimento econômico, questões sociais.

CONTINUE LENDO...

“Agradeço a Roma Incorporadora que demostrou total sensibilidade para assinar esse documento que é uma espécie de destrato dando a prefeitura a oportunidade de realizar a obra e que naturalmente entregue a cidade uma obra que realmente vai fazer a diferença”, declarou o prefeito.

Durante o encontro, do qual também participaram o vice-presidente do Grupo Roma, Giovanni Maiorana, o CEO das empresas do grupo, João Pojucam de Moraes, e o presidente da Companhia de Desenvolvimento de Belém (Codem), Lélio Costa, foi assinado o termo em que a Roma Incorporado devolve à prefeitura a titularidade da restauração do espaço.

Edmilson Rodrigues destacou a importância da obra para a cidade de Belém e deixou claro que prefeitura tem condições de assumir o projeto, que tornará o complexo um lugar de visitação internacional.

“Essa reunião é um passo para recuperar a dignidade de um complexo urbanístico espetacular, suntuosa e uma das grandes arquiteturas da nossa cidade”, disse o prefeito, que também ressaltou a importância do espaço para a economia e cultura da cidade.

Assista:

A concessão do projeto de revitalização do Mercado de São Brás havia sido passada à Roma Incorporadora após a empresa vencer uma licitação em agosto de 2020. Nesta sexta-feira, em comum acordo, a empresa devolveu o projeto à prefeitura. A revitalização do espaço prevê a construção de áreas de culinária, frutas, sorveteria, padaria, além de inclusão dos artesãos e outros trabalhadores que já atuam no local.

VER MAIS

VER MAIS