Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Apreensão de mais de 700 quilos de cocaína com destino a Belém causa prejuízo de R$54 milhões ao tráfico

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Polícia Militar, através do Batalhão Ambiental apreendeu nesta sexta-feira, 21, um caminhão com uma carga de 732 kg de cloridrato de cocaína, que tinha como destino a capital paraense, Belém. A carga está avaliada em R$ 54 milhões e tinha como destino Belém e depois, países da Europa.

A apreensão foi realizada por militares do Batalhão Ambiental no km 30 da AM-010, que liga a capital do Amazonas, Manaus aos municípios de Rio Preto da Eva e Itacoatiara. O veículo era conduzido por um homem identificado como Juacy Ribeiro da Silva, 47 anos, que foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

CONTINUE LENDO...

O caminhão foi parado enquanto passava pelo posto de fiscalização do Batalhão Ambiental. De acordo com a PM, a base é mais voltada para realizar verificação de crimes ambientais, mas, o caminhoneiro foi parado após ter passado pelos policiais em alta velocidade, o que levantou a suspeita dos militares.

Ao ser abordado, o caminhoneiro estava bastante nervoso, segundo a PM, “ele se tremia todo”. Ao abrir o compartimento de carga do caminhão, os policiais encontraram várias caixas de papelão com a droga. Aos policiais, o caminhoneiro confessou que pegou a carga no município de Rio Preto da Eva de um desconhecido, que o teria abordado e oferecido R$ 50 mil para que ele transportasse o material até Belém. Segundo informações, ele deveria embarcar o veículo em algum porto em Manaus.

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações sobre Entorpecentes (Denarc) a droga apreendida é de alto teor de pureza, e possui um alto valor monetário. Com a apreensão de hoje, o tráfico teve um prejuízo estimado em R$54 milhões. O entorpecente estava embalado em pacotes com a marca Sky, o que representa o laboratório que ela teria sido refinada.

Segundo a PM, a cocaína seguiria a rota de Manaus para Belém e posteriormente seria embarcada para países da Europa, onde o valor do quilo do entorpecente pode triplicar.

O condutor, o veículo e os entorpecentes apreendidos foram apresentados no Denarc, onde será investigada a origem, os responsáveis e o destino do carregamento.

Com informações do Estado do Pará News

VER MAIS

VER MAIS