Reprodução
Reprodução

Assembleia de Mato Grosso volta a discutir divisa com Pará para adquirir mais 5 municípios

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) voltou a discutir uma redefinição da divisa com o estado do Pará, na quarta-feira, 17. Conforme a proposta, o estado iria incorporar cinco municípios do Pará e parte da Serra do Cachimbo. O assunto está previsto para entrar em pauta nos próximos dias na Assembleia.

Um estudo, feito pela Procuradoria Geral do Estado de Mato Grosso, demonstrou o prejuízo econômico sofrido pelos nove municípios que fazem parte da área. MT afirma que a delimitação das divisas, realizada em 1922, com base em um convênio firmado entre os entes federados em 1900, teria sido feita de forma equivocada, reduzindo seu território. A área em litígio é de 22 mil km², equivalente ao tamanho do estado de Sergipe.

CONTINUE LENDO...

Em 2020, o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve o território do estado tal como havia sido definido no convênio. A briga judicial se arrastava há duas décadas.

Com informações do G1

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }