Avô é preso após estuprar neta de 5 anos em Breves, no Marajó

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A equipe da Base Integrada Fluvial “Antônio Lemos”, situada no rio Tajapuru, prendeu um homem acusado por estupro de vulnerável contra uma vítima de 5 anos, na comunidade de Antônio Lemos, zona rural de Breves, no Marajó.

O trabalho policial começou após uma denúncia feita pela mãe da vítima, que relatou que o avô paterno cometia abusos enquanto a menor estava sob vigilância dele. Uma gravação de celular confirmou os abusos cometidos.  

CONTINUE LENDO...

A guarnição foi até a residência do acusado, na última quinta-feira, 23, e o prendeu em flagrante. O acusado foi conduzido para a Base Integrada Fluvial de Antônio Lemos para os procedimentos cabíveis. De acordo com o diretor do Grupamento Fluvial (GFlu), delegado Arthur Braga, o suspeito foi trasladado da comunidade ao município de Breves para o presídio estadual e encontra-se à disposição do Poder Judiciário.

“Essa prisão demonstra que o sistema de segurança publica vem atuando de forma eficaz, visto que além de atuar nos crimes transfronteiriços, como tráfico de drogas e roubo a embarcação, ela também tem um olhar sobre os crimes sexuais, principalmente contra a criança e ao adolescente. São delitos que tem um prejuízo muito grande ao desenvolvimento da infância. Então cada ação que os policiais tomam conhecimento e realizam diligências acaba resultando em êxito. Isso vem acontecendo de forma positiva e atuando nas diversas frentes da segurança pública”, destacou o delegado. 

Integração – A Base Integrada Fluvial Antônio Lemos reúne agentes dos órgãos de Segurança Pública do Estado, bem como, órgãos de fiscalização ambiental e alfandegários, tanto da esfera estadual quanto municipal. A base é utilizada para atendimento na região e conta com a presença de policiais Civis e Militares, além de equipes do Corpo de Bombeiros, Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu) e ainda servidores da Secretaria da Fazenda do Estado.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS