Foto: reprodução
Foto: reprodução

Cães farejadores ajudam nas bucas por criança desaparecida há três dias no Marajó; assista

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

As buscas por Elisa Ladeira, a criança de 2 anos que desapareceu na manhã do último sábado 16, em uma região de mata perto de casa, no alto rio Anajás, no Marajó, no Pará, foram reforçadas nessa segunda-feira, 18, com auxílio dos Bombeiros Militares de Breves e policiais do Batalhão de Ações com Cães (BAC) da Polícia Militar que foram integrados aos trabalhos de busca.

No último domingo, 17, uma intensa força-tarefa foi mobilizada na região, com equipes de busca e resgate dedicadas a vasculhar a área em busca de rastros que possam levar à localização da criança. No entanto, nenhum vestígio ou pista foi encontrado. Elisa sumiu há três dias por volta das 10h, quando brincava com outras crianças numa trilha de mata perto da sua casa na zona rural de Anajás.

CONTINUE LENDO...

Assista:

Vídeo: O Portal do Marajó (@oportaldomarajo)

Dona Marinete, a avó da criança fez um vídeo de apelo pelas buscas. “Por favor, você que está assistindo a este vídeo, compartilhe conosco. As autoridades que estão nos assistindo, estamos desesperados. Tem muita gente procurando, mas o pessoal já está muito cansado e eu peço reforço para vocês que estão assistindo meu vídeo”, pediu a avó.

O caso gerou comoção na cidade, que se mobiliza com voluntários para auxiliar nas buscas pela criança. A igreja católica organizou um mutirão de arrecadação para levar alimentos e água aos trabalhadores que procuram pela menina.

Entenda o caso

Segundo o Conselho Tutelar, Elisa desapareceu enquanto brincava com outras crianças em uma trilha conhecida na Vila Carmelo, na comunidade do Zinco, no Alto Rio Anajás.

Conforme o coronel Márcio Abud, responsável pelo Comando de Policiamento Regional (CPR XII) explicou que militares do pelotão e agentes da Polícia Civil estão no atendimento da ocorrência desde o último domingo. Uma lancha da PM está sendo utilizada para dar apoio as buscas.

A Polícia Civil abriu uma investigação e já ouviu todas as pessoas que viram Elisa pela última vez. Além das autoridades oficiais, moradores estão colaborando nas buscas com o apoio de embarcações.

VER MAIS

VER MAIS