Celso Sabino pede exoneração do Ministério do Turismo 

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Nesta quinta-feira, 30, Celso Sabino, ministro do Turismo, foi exonerado do cargo por meio do decreto publicado no Diário Oficial da União. A exoneração foi solicitada por Sabino e não se sabe o motivo da saída. Quem assume é Carlos Henrique Menezes Sobral, nomeado ministro do Turismo pelo período de 30 de novembro até o dia 3 de dezembro.

Eleito deputado federal pelo União Brasil, Sabino deixou a Câmara dos Deputados para comandar o Turismo. Com a exoneração, ele volta para o posto de parlamentar. Ele foi nomeado ministro do Turismo em julho, substituindo Daniela Carneiro.    

CONTINUE LENDO...

Analistas acreditam que Sabino pode estar adotando uma estratégia semelhante do ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, que na última semana deixou o cargo para participar de votações no Senado, sendo renomeado dois dias depois.

O que diz Celso Sabino

Em nota, a Assessoria do Deputado Celso Sabino informou que solicitou ao Palácio do Planalto a exoneração temporária do cargo de ministro do turismo para reassumir o mandato de deputado federal para honrar compromissos assumidos com a população de vários municípios paraenses por meio da destinação de emendas parlamentares que serão destinadas a áreas como saúde, educação, infraestrutura dentre outras. O afastamento das funções de ministro se dará somente durante a “janela” de indicações dos referidos recursos orçamentários, devendo reassumir o cargo no próximo dia 04 de dezembro.

VER MAIS

VER MAIS