Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará
Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

Com Belém, Marajó, Santarém e outros destinos no Pará, turismo cresce e gera receita de R$ 750 milhões

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A atividade econômica do turismo gerou mais de R$ 750 milhões em receita para o Estado do Pará em 2023, como resultado dos gastos de mais de 1 milhão de turistas nacionais e internacionais em visita a destinos paraenses, especialmente nos segmentos de sol e praia e ecoturismo. Na comparação com o ano anterior, os números representam mais de 13% no aumento das divisas entrando na economia do Estado e um acréscimo superior a 11% no número de turistas vindos ao Pará. O turismo gerou cerca de 60 mil empregos em 2023 em solo paraense.

“São números que mostram, primeiramente, a força do Pará como destino de atração nacional e internacional de turistas. E que apontam que nossas estratégias de promoção e comercialização estão caminhando na direção certa das novas tendências do turismo global. Nosso objetivo é seguir nessa forte retomada e superar em breve os números pré-pandemia”, afirma o secretário de Turismo do Pará, Eduardo Costa. 

CONTINUE LENDO...

A pesquisa realizada em conjunto pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) aponta uma recuperação do setor, que havia sofrido em anos anteriores uma queda no fluxo e na receita em função da pandemia causada pela Covid-19. O estudo mostra que os destinos turísticos mais procurados foram Belém, que vai receber a COP 30, Soure e Salvaterra, no Marajó; Salinópolis, banhada pelo Oceano Atlântico; e Santarém e Alter do Chão, no oeste paraense. 

Dentre esses turistas que buscaram o Pará como destino turístico, 94% têm a intenção de retornar aos municípios do Pará e 92% recomendariam o Pará em viagens para amigos, familiares ou conhecidos. O movimento no ano passado foi formado por 990 mil turistas nacionais, 10% a mais que em 2022, e 54 mil turistas internacionais, num aumento de 40% em relação ao ano anterior. 

“O principal indutor do turismo é o setor de serviços. Alguns aspectos nos chamam atenção. Aumentou a quantidade de municípios paraenses que fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro. E para além disso, há uma expectativa do próprio setor de injeção de recursos do turismo em bilhões de dólares, crescendo em relação ao ano passado. Ou seja, 2024 vai ser de novo o ano do turismo. E com o Pará se inserindo cada vez mais nesse contexto, a tendência é que o emprego cresça principalmente no setor de serviços, como turismo, hospedagem, transporte. E ainda, nem estamos olhando a COP. Se incluirmos a COP nesse cenário de análise, os números são mais otimistas ainda”, afirma o supervisor técnico do Dieese-PA, Everson Costa.

Pesquisa

O número de turistas estrangeiros era de 120 mil no período pré-Covid. Em 2023 esse número foi de 54 mil turistas internacionais, 40% mais que em 2022 e de 990.035 turistas nacionais. A expectativa é de que a COP 30, no próximo ano, ajude o Pará a retomar patamares anteriores. 

O Aeroporto Internacional de Belém recebeu mais de 3,6 milhões de passageiros em 2023. Os dados, que contabilizam embarques, desembarques e conexões, representam aumento de 9% em relação ao ano anterior. 

Pelas suas características geográficas, territoriais, culturais e étnicas, o Pará possui um turista de perfil bem diversificado, em busca dos produtos, atrativos e destinos dos mais variados segmentos turísticos e que se apresentam distribuídos ao longo de suas 14 Regiões Turísticas.

Perfil

A maioria desses turistas são provenientes dos Estados do Maranhão, Amapá, São Paulo, Amazonas, Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Ceará. As mulheres predominam entre o público visitante. 66% do total possui entre 26 e 50 anos. Esses turistas são professores, autônomos, vendedores, empresários, dentre outras profissões, a maioria possui uma renda entre 1 e 5 salários mínimos (78%) e grande parte possui o nível superior (38%).

Os principais motivos da visita dos turistas aos municípios do Estado do Pará são lazer (42%), visitar amigos e parentes (36%) e negócios (14%). Eles se hospedaram em casa de parentes (41%), casa de amigos (19%) e hotéis/pousada (21,5%). O meio de transporte mais utilizado pelos turistas foram barcos/navios (26,6%), ônibus (26,4%), carro próprio (22%) e avião (9,2%). Esses turistas viajam sozinho (35,6%), com a família/filhos/parentes (31,2%) e com o cônjuge e/ou namorados (15,4%).

Com informações da Agência Pará.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }