Foto: Rodrigo Pinheiro/Agência Pará
Foto: Rodrigo Pinheiro/Agência Pará

Em Belém, secretário nacional de Políticas Penais fala sobre investimentos do Ministério de Justiça no Estado

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) recebeu nesta quarta-feira, 3, a visita do secretário nacional de Políticas Penais, Rafael Velasco Brandani, iniciada na cerimônia de posse de 700 novos policiais penais, parte do cronograma de nomeações e valorização do servidor público estadual, e finalizou no Centro de Triagem Metropolitano II (CTM II), em Ananindeua, na Grande Belém.

O titular da Seap, Marco Antônio Sirotheau Corrêa Rodrigues, conduziu a agenda com Rafael Velasco Brandani, acompanhado do secretário Adjunto de Gestão Operacional, Ringo Alex Frias; secretário adjunto de Gestão Administrativa, coronel Luiz André Conceição Maués, e demais representantes da Secretaria.

CONTINUE LENDO...

“Nós estivemos reunidos com o secretário Velasco e o levamos até o CTM II para conhecer o espaço, e juntos tivemos a oportunidade de alinhar uma parceria para, futuramente, contarmos com o investimento da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), seja na requalificação dos nossos espaços ou de outros caminhos a serem tomados nas nossas unidades, como uma reforma, mudar o regime ou transformar em um minicentro de treinamento”, informou Marco Antônio Sirotheau.

Durante a visita técnica houve troca de experiências entre as duas Secretarias, já que o secretário Rafael Velasco é policial penal, foi subsecretário de Administração Penitenciária no Maranhão e atuou no Sistema Prisional do Estado de Minas Gerais. 

Momento histórico – “O Estado do Pará faz história hoje. Ele revoluciona o sistema penitenciário. Eu agradeço por poder estar aqui e viver esse momento histórico. A gente tem essa parceria; serão feitos mais investimentos pelo Ministério de Justiça no Estado do Pará, e evoluiremos para ter um sistema penitenciário muito mais eficiente do que temos hoje”, garantiu Rafael Velasco.

Entre as sugestões apresentadas para a Seap, o secretário nacional apresentou um projeto da Senappen. “Nós vamos estudar esse projeto internamente e as possibilidades de execução no CTM II, e também iremos tentar correr atrás dos recursos para construir esse modelo novo de unidade que a Secretaria Nacional de Políticas Penais vem apresentando”, disse Nacib Jordy, diretor de Logística, Patrimônio e Infraestrutura (DLPI) da Seap.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS