Foto: Marco Santos/Agência Pará
Foto: Marco Santos/Agência Pará

Google lança em Belém página especial que traz ‘alerta de enchentes em territórios ribeirinhos’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A redução do desmatamento no Pará e a construção de soluções sustentáveis adotadas pelo Governo do Estado baseadas em conhecimento, tecnologia e inovação, foram destaque no evento Sustentabilidade com Google – Amazônia, que aconteceu nesta terça-feira, 4, em Belém. Durante o evento, a plataforma lançou uma página especial sobre meio ambiente e sustentabilidade, um “alerta de enchentes nos territórios ribeirinhos”, a detecção de focos de incêndios e desmatamento e o rastreamento de madeira ilegal em parceria com a The Nature Conservancy, que usará inteligência artificial.

“Festejo que nós estejamos aqui reunindo o conhecimento, a tecnologia, a pesquisa, os povos tradicionais e as pessoas para que possamos fazer uma grande concertação em favor da Amazônia. Particularmente, o Google, liderando este processo e, é claro, se juntando ao Governo do Estado, para que possamos fazer da tecnologia e da informação ferramentas fundamentais para construção de dados que se combatam as ilegalidades ambientais e a construção de um novo modelo econômico, a partir da nossa biodiversidade, para que nós possamos implementar a estratégia da bioeconomia, uma nova vocação de desenvolvimento econômico e social”, destacou o governador do Pará, Helder Barbalho. 

CONTINUE LENDO...

Segundo o Google, as buscas pelo termo Amazônia cresceram mais de 80% nos últimos 10 anos. O interesse pelo bioma motivou a empresa a lançar na plataforma Google Trends, uma página com dados em tempo real sobre pesquisas realizadas por meio ambiente, Amazônia e outros assuntos relacionados a mudanças climáticas e sustentabilidade.

“O Google, como uma empresa global, sempre teve essa preocupação ambiental, que começou de dentro para fora. Percebemos que no Brasil, a gente tem uma particularidade entre o ambiente, que é a floresta, e o fato de os brasileiros estarem mais conectados. Os dados mostram que o brasileiro está preocupado em preservar um patrimônio que lhe pertence. Entender como isso se transforma em algo sustentável é muito importante, entender como isso pode ter uma combinação que gere desenvolvimento com preservação faz parte do nosso papel em ajudar”, pontuou Fábio Coelho, presidente executivo do Google Brasil. 

No encontro, que discutiu soluções e recursos em produtos que podem ajudar a população a combater os desastres naturais no mundo, com foco na Amazônia, o Governo do Estado apresentou dados da diminuição do desmatamento. “Cerca de 75% de todas as reduções do desmatamento no Brasil no último ano foram no Pará. Isso se deu a partir de comando e controle, fiscalização, combate às ilegalidades ambientais e um conjunto de políticas públicas na busca da transição do uso do solo”, frisou Helder Barbalho. 

O evento Sustentabilidade com Google – Amazônia anunciou novidades de Inteligência Artificial e tecnologia para ajudar na preservação do meio ambiente, além de investimentos em projetos que valorizam a economia de baixo carbono e a sustentabilidade.

“O caminho sempre passa pela parceria público-privada, para termos alinhamento, e passa também por uma mobilização da sociedade por meio não só de organizações não governamentais, mas de empresas e cidadãos de bem que nos ajudam a tornar essas causas globais”, enfatizou o presidente executivo do Google Brasil, Fábio Coelho. 

Helder Barbalho ressaltou ainda a importância da democratização da informação dos acessos como principal aliada no combate às ilegalidades ambientais e nas propostas de soluções sustentáveis. 

“Que nós possamos ter cada vez mais instrumentos que permitam a construção de um novo modelo para a nossa região. Por um lado, reduzindo o desmatamento, combatendo toda a ilegalidade ambiental existente; por outro, construindo uma solução que possa compatibilizar o estar na maior floresta tropical do mundo com sua maior biodiversidade. Cerca de 30 milhões de pessoas que moram aqui desejam uma solução inclusiva. Que possa olhar sob o aspecto ambiental, sob o aspecto econômico, mas acima de tudo, sob o aspecto social, olhando para a nossa gente”, reforçou o governador do Pará.

Fonte: Agência Pará

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }