Com paralisia cerebral, Lucas foi aprovado na UEPA e na UFPA em filosofia (Reprodução/ Redes Sociais)
Com paralisia cerebral, Lucas foi aprovado na UEPA e na UFPA em filosofia (Reprodução/ Redes Sociais)

Jovem com paralisia cerebral aprovado na UEPA em filosofia também passa na Federal: ‘Bicalouro’

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Após ser aprovado na UEPA em filosofia na sexta-feira, 26, o jovem Lucas Raphael Nobre Saldanha, de 17 anos, também passou na Universidade Federal do Pará (UFPA) no mesmo curso. O resultado foi comemorado por ele, pela família e por amigos. Na rede social, a mãe do calouro, Alexandre Nobre, escreveu: ‘bicalouro’. Ao entrar para a universidade, Lucas será o primeiro na família a fazer um curso superior.

Muitos internautas comentaram na postagem desejando sucesso ao adolescente. “Que lindo, Parabéns Lucas pelas aprovações e determinação, você é um gigante!!!”, escreveu uma amiga na rede social de Alexandra.

CONTINUE LENDO...

Quando o filho foi aprovado na UEPA, Alexandra contou como foi a preparação do filho, que concluiu os estudos, da educação básica até o médio, em escola pública no município de São Miguel do Guamá, cerca de 150 km de distância de Belém.

“Sempre o auxiliei em casa, além do estímulo na escola. A preparação ao ENEM foi intensa. Agradeço à escola Estadual de Ensino Médio Frei Miguel de Bulhões pelo auxílio educacional, e o CIIR, que é a nossa segunda casa e que bom tê-la, sendo complementado com dias e madrugadas estudando junto com ele em casa fazendo redações e até acertamos o tema. Sabe-se que uma pessoa com deficiência, que apenas verbaliza como é o caso do Lucas, escrever uma redação é mais complicado diferente daquela sem diagnóstico que consegue desenvolver o conteúdo. Em resumo, superação o que vivemos hoje”, destaca a moradora de São Miguel do Guamá que pontua se deslocar com o filho todas as sextas-feiras de sua cidade à capital do Estado para a realização das terapias no Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), em Belém.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }