Foto: Claudio Ferreira/Circular
Foto: Claudio Ferreira/Circular

Memorial dos Povos abre as portas programação do projeto Circular neste domingo, em Belém; confira

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O domingo vai ser movimentado no Memorial dos Povos. O equipamento cultural da Prefeitura de Belém, administrado pela Fundação Cultural de Belém (Fumbel), reabriu ao público este ano e, neste domingo, 3, estará com dois espaços de portas abertas integrando a programação do Circular Campina Cidade Velha.

O Museu Casa Francisco Bolonha terá visitas guiadas das 9h às 13h, de hora em hora. Já na Sala Vicente Salles, às 10h, haverá o concerto do Trio Zona de Conforto, que faz parte da edição histórica de 50 anos do Encontro de Artes de Belém (Enarte), realizado pela Escola de Música (Emufpa) da Universidade Federal do Pará (UFPA). Com um repertório eclético, o grupo, formado pelos clarinetistas Herson Amorim, Marcos Cohen e Thiago Lopes, busca expandir os horizontes da pesquisa e da circulação de música no Estado. A apresentação ocorrerá em parceria com o Circular e tem o apoio da Prefeitura, por meio da Fumbel.

CONTINUE LENDO...

Expectativas

Os trio está ansioso com a apresentação na Sala Vicente Salles. “Apesar de termos nos apresentado em diversos espaços da cidade, é a primeira vez que tocaremos lá e isso dá um friozinho na barriga. Esperamos que o público curta as músicas, elas foram preparadas com muita dedicação para o domingo, é um programa para toda a família”, convida o professor Marcos Cohen, da Emufpa.

Este ano, o encontro tem a missão de promover um espaço de trocas entre profissionais e estudantes, oferecendo à comunidade uma programação dinâmica que seguirá até o dia 7 de dezembro em espaços da cidade.

“Nesta edição, o Enarte procurou se aliar a projetos e espaços, onde a gente pudesse democratizar ainda mais o acesso à música. Quando a gente fala de democratização cultural, o circular é o maior projeto que temos na cidade. E poder ocupar a Sala Vicente Salles, através da Fumbel, incentiva cada vez mais a arte e dá mais sentido ao nosso trabalho”, declara a coordenadora do Laboratório de Criação e Produção Cultural da Emufpa, Carla Cabral.

Museu Casa Francisco Bolonha – história e arquitetura

Essa é a 5ª vez que o Museu Casa Francisco Bolonha participa da programação do Circular. No Horário das 09h às 13h, o público poderá conhecer o espaço, por meio de visitas guiadas que destacam os principais pontos sobre a história da Casa e sua relação com a cidade.

“Esperamos que o público não só tenha acesso ao Palacete, mas compreenda a importância do Patrimônio Histórico Cultural de Belém. É importante a nossa participação no Circular porque, sem dúvida, é uma oportunidade de conhecer o museu no domingo, quando normalmente não abre,  e saber a história, em particular do Palacete Bolonha”, comenta diretora do Museu Casa Francisco Bolonha, Rosa Arraes.

Semanalmente, de terça a sexta-feira, e com entrada franca, o Museu realiza visitas guiadas por um mediador do museu, visando estimular a visitação e o conhecimento do Patrimônio Arquitetônico de Belém nos seguintes horários: 09:30h, 10:30h, 11:30h, 14:30h e 15:30. No mês de dezembro, o museu contará com atividades variadas, desde lançamento de livros a concertos natalinos. A programação será divulgada nas redes sociais da Fumbel.

Revitalização completa em 2024

O Memorial dos Povos foi concebido para receber atividades culturais na cidade de Belém. A retomada, conforme a presidente da fundação, Inês Silveira, inicia com diversas parcerias.

“Neste primeiro momento estamos retomando as atividades cultural, junto a diversos parceiros, entre eles, a UFPA. Além de recebermos agora o Enarte, da Emufpa, na Sala Vicente Salles, recentemente também recebemos o festival Jambu Multicultural, um projeto de extensão da universidade e que foi abraçado com muito zelo pela prefeitura de Belém e pela coordenação do evento. E é pra nós uma alegria ver o Memorial dos Povos sendo um palco de atividades culturais novamente”, pontua.

A presidente também que a revitalização dos espaços que formam o Complexo do Memorial dos Povos se sinaliza como ação prioridade para a 2024, tendo em vista a alta produção cultural que resultará das Leis Paulo Gustavo e agora a PNAB – Aldir Blanc 2023.  

“Vamos realizar uma revitalização mais completa, preparando o Memorial dos Povos, para receber o público e os fazedores de cultura. Então, ano que vem, teremos mais um espaço revitalizado na cidade para abraçar os projetos tanto dos editais da LPG, quanto da Aldir Blanc, que serão muitos e haverá necessidade de espaços para sua execução”, conclui Inês Silveira.

Com informações da Agência Belém.

VER MAIS

VER MAIS