Foto: Divulgação Vale
Foto: Divulgação Vale

Minas da Vale seguem interditadas e trabalhadores temem ameaça de demissão

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Marcada para hoje, 28, a audiência de conciliação para discutir a suspensão da licença de operação da Mineração Onça Puma e do Sossego, projetos subsidiados pela da Vale S.A., no Pará, terminou sem acordo. 

O Governo do Estado segue alegando que a mineradora não está cumprindo algumas condicionantes, a VALE diz não haver nada que não esteja sendo cumprido, assim, o impasse continua e a próxima audiência está marcada para dia 20 de junho.

CONTINUE LENDO...

O impasse entre o Governo do Pará e a Vale gera preocupação aos trabalhadores das minas, que temem ficar sem emprego, segundo a classe, a mina é essencial para as economias das cidades de Ourilândia do Norte e Canaã dos Carajás, onde estão instaladas as minas. “Além disso, afeta diretamente os trabalhadores e seus familiares. A Vale nos comunicou que continuará com o plano de contingência estabelecido. Primeiro passo serão férias coletivas para todos os trabalhadores do projeto, encerrado a fase das férias, o segundo passo será a suspensão do contrato de trabalho que pode acontecer até cinco meses, se o problema não for resolvido, a empresa exerce as demissões em massa, a última fase do programa de contingência.” disse Raimundo Macarrão, presidente do sindicato Metabase Carajás. 

“Continua preocupante esse impasse, e vamos continuar acompanhando de perto toda essa problemática, sempre na luta pelos direitos e estabilidade dos trabalhadores e a economia da região.” finalizou Macarrão.

Entenda o caso:

No dia 22 de fevereiro, a Vale teve suspensa pela Secretaria de Meio Ambiente do Pará (Semas) a licença de operação de suas minas Sossego, de cobre, em Canaã dos Carajás, e Onça Puma, de níquel, em Ourilândia do Norte/PA, e avalia medidas necessárias para reestabelecer a autorização. Desde então, a tensão entre a Vale e os governos federal e estadual está acirrada.

Essa tensão gerou até críticas do presidente da república a Vale por, segundo ele, pouco fazer para reparar os danos causados pelas tragédias de Mariana e Brumadinho.

O governador do Pará, Helder Barbalho, afinado com Lula, também subiu o tom das críticas à empresa. Em evento recente, no sul do Pará, Helder chegou a dizer que “a Vale paga muito pouco” em relação ao que tira do Pará. Aumentando a pressão sobre a maior mineradora do Brasil, cidades como Parauapebas e Marabá instalaram, recentemente, Comissões Parlamentares de Inquérito para apurar possíveis irregularidades nas operações da Vale.

Nota Semas

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) informa que a suspensão do licenciamento ambiental ocorre por conta do descumprimento de condicionantes ambientais, conforme previsto em lei. A Semas aguarda o ajustamento das medidas de controle das atividades, com foco na diminuição dos danos ambientais e ajustamento das medidas de controle de adequação da atividade. A suspensão seguirá vigente até que a Semas avalie o cumprimento das condicionantes estabelecidas no licenciamento que as medidas de controle de adequação sejam atendidas.

VER MAIS

VER MAIS

// try { // document.addEventListener("DOMContentLoaded", function() { // var bottomAds = document.getElementById("bottom-adsF");// console.log('bntt', bottomAds)// var toggleButton = document.createElement("span");// toggleButton.classList.add("toggle-view"); // toggleButton.onclick = toggleBanner; // Make sure to pass the function reference, not call it// var icon = document.createElement("i"); // icon.classList.add("fas", "fa-chevron-up"); // toggleButton.appendChild(icon); // // toggleButton.innerText = "ocultar/exibira"// bottomAds.appendChild(toggleButton);// let isVisible = false; // function toggleBanner (){ // isVisible = !isVisible; // if(isVisible){ // bottomAds.style.bottom = "0"; // }else{ // bottomAds.style.bottom = "-121px"; // } // } // toggleBanner ();// }); // } catch (error) { // console.error('Erro ao executar o código:', error); // }