Reprodução/ TV Brasil
Reprodução/ TV Brasil

MP Eleitoral recomenda que partidos no Pará usem recursos de acessibilidade na propaganda de TV

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O Ministério Público Eleitoral enviou recomendação a todos os diretórios estaduais de partidos políticos no Pará para que cumpram a obrigatoriedade legal de incorporar recursos de acessibilidade às propagandas eleitorais na TV.

Tanto nas exibições de programas em rede quanto nas inserções de propagandas de 30 e 60 segundos é obrigatório utilizar legendas em texto, audiodescrição e janela com intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), entre outros recursos.

CONTINUE LENDO...

Se a legislação for desobedecida o Ministério Público Eleitoral pode imediatamente adotar medidas judiciais e extrajudiciais, registrou na recomendação o procurador regional Eleitoral no Pará, José Augusto Torres Potiguar.

A Lei Brasileira de Inclusão assegura à pessoa com deficiência o direito de votar e ser votada, inclusive com a garantia que a propaganda eleitoral obrigatória possua pelo menos os recursos destacados pelo Ministério Público Eleitoral na recomendação.

O MP Eleitoral também destaca que resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabelece que a propaganda eleitoral gratuita na televisão deve utilizar esses recursos e que eles estão sob responsabilidade dos partidos políticos, das federações e das coligações.


Fonte: Ministério Público Federal no Pará

VER MAIS

VER MAIS