Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Mulher pega 8 anos de prisão por matar namorada em Belém

COMPARTILHAR:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Foi condenada nesta sexta-feira, 3, a oito anos de prisão, Dionéia Reis Pinto, também conhecida como Dyone Reis, pela morte da namorada dela, Laura Maria de Souza Cruz, ocorrida no bairro do Jurunas, em Belém, no dia 16 setembro de 2017.

Dyone, que está presa no Centro de Recuperação Feminino (CRF), desde o dia do crime, foi acusada de atropelar e matar Laura na saída de um motel, após a vítima ter flagrado ela com outra mulher no local.

CONTINUE LENDO...

Hoje, 3, os jurados que compuseram o Tribunal do Júri, no Fórum Criminal de Belém, entenderam que a ré foi a responsável criminal pela morte de Laura. Durante a sessão, Charlene do Espírito Santo foi a única testemunha de defesa a depor pela acusada. A ré, que respondeu em liberdade, permanecerá livre para recorrer da sentença.

Na época do crime, Charlene era quem estava com Dyone no momento do atropelamento de Laura. Charlene informou em juízo, que não tinha relacionamento fixo com a acusada e que teria saído apenas para um encontro casual. Segundo ela informou, ela sabia de Laura Maria, mas Dyone teria dito que estava se separando.

Relembre o caso

Na noite em que Laura descobriu que Dyone estava no motel, ela então teria ido até o endereço e ficado em frente à saída do estabelecimento. Na tentativa de impedir que Dyone saísse com o carro do local, a acusada avançou com o carro. Laura chega a ficar em cima do veículo e Dyone deixa o motel com Laura sobre a capota.

Dyone teria dito que Laura se desequilibrou, caiu e bateu a cabeça. Ela no entanto, admitiu que teria deixado o local, mas que havia voltado para socorrer Laura, que já estava morta. À época do crime, Dyone se apresentou às autoridades e havia sido encaminhada à Seccional de São Brás.

VER MAIS

VER MAIS